Foto: Reprodução

Canil de pit bulls para rinhas é descoberto em Anápolis, GO

Após a prisão de suspeitos de participarem de uma rinha de cachorros em São Paulo, a Polícia Civil do Estado de Goiás (PCGO), após trocar informações com a polícia paulista identificou os suspeitos de manterem um canil de pit bulls, os quais eram treinados para rinhas, em Anápolis.

A informação é do delegado Eder Martins responsável pelas investigações. De acordo com o delegado há 20 dias a polícia apreendeu 30 cães da raça pit bull, em situação de maus-tratos. Conforme o delegado outros animais eram incinerados em um tambor, e na ocasião uma pessoa foi presa pelo crime.

Com a apreensão dos cachorros e a prisão do suspeito, a polícia instaurou um novo inquérito policial para investigar o caso, pois tinha certeza de que outras pessoas estavam envolvidas com o crime.

Policiais desconfiaram das rinhas, pois pit bull apresentavam mordidas de outros cachorros

Eder Martins afirmou que durante a investigação a polícia descobriu que o dono dos cachorros apreendido em Anápolis é o mesmo que foi autuado e está preso em São Paulo, além do proprietário dos animais, outros envolvidos também foram identificados e qualificados pela polícia. Segundo o delegado, os policiais desconfiaram que os animais eram treinados para rinhas, por estarem com mordidas de outros cachorros.

De acordo com o delegado os envolvidos levavam os cachorros para brigar no exterior e, estão envolvidos nas disputas de campeonatos nacionais e internacionais. Eder afirmou que após a prisão de um grupo em São Paulo em uma rinha de cachorros, contou com a colaboração da polícia paulista com informações e fotos das pessoas que estavam presas lá, e após ouvir testemunhas, que reconheceram os suspeitos são os mesmo que cuidam do canil em Anápolis.

O delegado informou que os indivíduos presos em São Paulo levam os animais para disputar as rinhas para São Paulo e até mesmo para outros países, além disso a polícia descobriu que os suspeitos criavam e treinavam os animais para as brigas em Anápolis.

Por Hélio Lemes

Fonte: DM

Os comentários abaixo não expressam a opinião do Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.