RS Santiago canil abandonados cresce H

Canil de Santiago (RS) tem mais de 400 animais para adoção e população de abandonados cresce

Construção de um espaço de castração é uma das alternativas para controle de natalidade.

RS Santiago canil abandonados cresce

Em Santiago um número não pará de crescer, e não é nada bom: de cães e gatos soltos ou abandonados pelas ruas. De acordo com a Associação de Conservação e Proteção dos Animais, o resultado desse número é a lotação do Canil de Santiago, que hoje tem mais de 400 animais – entre cachorros e gatos – adultos e filhotes. Desses muitos são resgatados das ruas e outros são deixados pelos tutores no canil.

Para tentar diminuir essa população de animais vivendo na rua, já considerada um risco para a saúde pública a  prefeitura e a Associação de Conservação e Proteção dos Animais buscam verbas para a construção de um espaço de castração, que busca o controle de natalidade, evitando assim que mais animais nasçam para sofrer abandonados a própria sorte.

Até o momento foram arrecadados cerca de R$ 100 mil, mas são necessários R$ 300 mil. O projeto foi elaborado por alunos da Uri Santiago, e deve funcionar junto ao canil, no bairro letricitários, próximo à BR-287. A mão de obra deve ser contratada por meio de licitação.

Uma das iniciativas da Associação de Conservação e Proteção dos Animais em parceria com o Grupo Metamorfoses da Uri e prefeitura são aos feiras de adoção e também o brechó com peças de roupas nos valores de R$ 1 a R$ 5. 

Para adotar, é preciso ser maior de 18 anos e apresentar documento de identidade e  CPF. As pessoas também podem ir até o canil para escolher o bichinho. A associação também pede doações de ração de gato e cachorro, material de limpeza e remédios veterinários.

Fonte: Rádio Santiago

Mais notícias

{module [427]}

{module [425]}

Os comentários abaixo não expressam a opinião do Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.