Canil municipal é denunciado por maus-tratos em Campo Belo, MG

Canil municipal é denunciado por maus-tratos em Campo Belo, MG

De acordo com denúncia, cães passam fome e fazem atos de canibalismo. Só no feriado da Semana Santa, seis cachorros morreram no local. 

Uma associação de proteção dos animais fez uma denúncia de maus-tratos a cães que ocupam o canil municipal de Campo Belo (MG). De acordo com o órgão, os animais estão passando fome e até atos de canibalismo foram vistos no local.

“Aqui é raro os animais sobreviverem. Precisa dar qualidade de vida a esses cães e isso não é feito aqui”, afirma a presidente da associação, Dejanira Rodarte.

Três ações por maus-tratos aos animais no canil tramitam no Fórum da cidade. Durante uma visita surpresa na tarde desta quarta-feira (23), 15 filhotes foram recolhidos, todos desnutridos, com feridas e demonstrando fome. Mesmo sem condições, uma voluntária levou os filhotes para casa.

Só no feriado da Semana Santa, seis cachorros morreram no canil. O veterinário Sérgio leitão aponta outros problemas, como não separar os animais por sexo e faixa etária para controle populacional. Além disso, o canil foi construído em um local impróprio.

“O fato do canil ser ao lado do lixão mostra que ele está em meio contaminante e isso vai levar doença aos animais que estão no local”, explica.

 

Apenas um tratador e uma veterinária são responsáveis por cuidar de todos os cachorros do canil municipal. A veterinária responsável, Raissa Santana, afirma que algumas mortes são normais já que se tratam de cachorros de rua e que as denúncias não procedem. “Os animais são bem tratados, têm comida, água e o local é limpo. A denúncia de canibalismo não consta”, alega.

No entanto, o próprio tratador do canil, Marcelo Barbosa Pereira, confirma a falta de comida para os cães e os atos de canibalismo dos animais. “Os adultos matam um ao outro. Eles até abrem o outro, não tem nem como contar”, destaca.

A juíza Vera Vasconcelos esteve no canil e disse que vai acompanhar de perto as denúncias. “O que a gente precisa saber é porque deixar solto animal perigoso com animal manso. Isso implica responsabilidades”, afirma.

O advogado da associação vai denunciar o canil ao Ministério Público. De acordo com a Secretaria de Saúde, imagens da câmera de vigilância do canil serão analisadas para verificar se as denúncias são verdadeiras.

Fonte: G1

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.