Cão adota escola em Uruguaiana (RS) e tem até tratamento pago por alunos

Cão adota escola em Uruguaiana (RS) e tem até tratamento pago por alunos
Amarelo foi pintado em muro da escola em Uruguaiana (Fotos: Reprodução/RBS TV)

Alunos da escola estadual Dom Hermeto adotaram um cachorro em Uruguaiana, na Fronteira Oeste do Rio Grande do Sul. Amarelo, como é chamado, transformou os corredores da instituição de ensino em lar há 16 anos, como mostra a reportagem exibida nesta terça-feira (14), Dia Nacional dos Animais, pelo Jornal do Almoço.

Amarelo percorre corredores da escola Dom
Hermeto há 16 anos

“Ele é uma presença frequente todos os dias. Manhã, tarde e noite. Com o tempo, a gente foi verificando que inclusive no sábado ele se apresentava na frente do portão esperando que houvesse aula. Acabou que os alunos simpatizaram com ele, e ele acabou se inserindo no contexto da escola”, conta Adair Vicente da Campo, diretor da escola.

O que atraiu o vira-lata para o local ainda é um mistério. Pode ter sido a oferta de lanche ou a própria movimentação dos estudantes.

“Ele tem uma predileção por algumas salas. Eu não vejo problema nenhum [em dar aula na presença do animal], até porque ele é bem mais frequente que muitos alunos aqui também”, brinca o professor de geografia Miguel Fábio da Silva.

Os alunos aprovam e gostam a presença do Amarelo. “Ele se comporta, não atrapalha nada. Ele se comporta melhor que muita gente”, comenta a estudante do 7º ano Maria Rita da Costa. “Ele é um cachorro bem querido por aqui. Aqui todo mundo gosta do Amarelo”, completa o colega Vinicius Lopes.

Cão ganhou coleira com dados da escola

A saúde, porém, já não é mais a mesma. Em 2016, Amarelo precisou de um tratamento veterinário, que foi pago com dinheiro de uma vaquinha feita pelos próprios alunos.

Atualmente, o mascote toma remédio, é vacinado e tem uma coleira no pescoço com os dados da escola. O zelo, que já era grande, ficou ainda maior.

“O Amarelo é muito especial pra nós. Ele é o mascote, ele é tudo. Quando ele estava mal, a gente ficou muito mal também”, afirma a estudante Taiele Costa Amaral, do 6º ano.

A importância é tamanha que o animal já foi até tema de concurso de talentos. O melhor desenho do Amarelo foi pintado no muro da escola. Esse envolvimento é explorado pelos professores na formação dos alunos.

“A questão do espírito da solidariedade e também que os animais merecem respeito. A gente tem conseguindo passar isso para os alunos, e isso é muito bom”, conclui o professor Miguel.

Por Josiane Pimental

Fonte: G1

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.