Cão adotado sofre maus-tratos e é resgatado pela Polícia em Porto Alegre

Cão adotado sofre maus-tratos e é resgatado pela Polícia em Porto Alegre

RS portoalegre november-2014-boris-1416828520-jpg

Um cachorro de cerca de 1 ano e dois meses foi resgatado pela polícia na tarde deste domingo em um apartamento no bairro Azenha, em Porto Alegre. Denúncias apontavam que o animal, chamado de Gregory, sofria maus-tratos e estava sendo espancado repetidas vezes. Conforme a inspetora de polícia Ana Topper, pelo menos 13 protocolos de maus-tratos foram feitos na Secretaria Especial dos Direitos dos Animais (Seda) relatando a situação. O proprietário do imóvel não estava no local no momento da abordagem.

O cão foi encaminhado para a clínica veterinária Pet Móvel, onde ele foi medicado. “Aparentemente ele está bem”, diz o veterinário Alex Rodrigues. Após chegar ao local, Gregory recebeu um relaxante muscular, foi alimentado e passou por uma avaliação. Na segunda-feira um raio-X foi feito no animal para verificar alguma fratura. Apesar do pelo estar em bom estado, Gregory late pouco e aparenta estar um pouco magro. Os cuidados ao cachorro na clínica estão sendo feitos através de uma parceria com a ONG Projeto Castração de Animais Domésticos, que financiou os custos. Em seguida, ele deve ser encaminhado para um lar provisório até ser adotado.

Conforme a inspetora de polícia, o cão tinha sido adotado no começo do ano em uma feira no Parque Farroupilha, em Porto Alegre. Após reclamações de vizinhos, Gregory foi deixado na casa do pai do homem que o adotou, no bairro Azenha. Devido aos inúmeros relatos de maus-tratos contra o cão, o indivíduo deve responder pelo crime de crueldade contra animais, segundo observa a inspetora.

Fonte: Portal Ijuhy / Correio do Povo

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.