Cão agredido com pedradas morre durante recuperação de cirurgia em Gália, SP

Cão agredido com pedradas morre durante recuperação de cirurgia em Gália, SP
Cão que foi agredido a pedradas em praça de Gália não resistiu a doença adquirida durante recuperação de cirurgia — Foto: TV TEM/Reprodução

O cão agredido a pedradas pelo tutor em uma praça de Gália (SP), no início de outubro, morreu no fim de novembro ao não resistir a uma doença infecciosa (cinomose) que adquiriu durante seu processo de recuperação.

O caso de agressão contra o animal ganhou repercussão depois da divulgação nas redes sociais de imagens gravadas no começo de outubro.

O vídeo mostra dois homens sentados em um banco na Praça Custódio Araújo, onde fica a Igreja Matriz São José. (Veja o vídeo abaixo)

VÍDEO mostra homem dando pedradas em cachorro em Gália

Dois dias após a agressão, o cão foi resgatado por uma ONG de proteção animal de Bauru, que o pegou com a intenção de tratá-lo e depois encaminhá-lo para adoção.

No dia 24 de outubro, Scooby, nome que o cão recebeu dos voluntários da ONG, passou por uma cirurgia para corrigir uma grave fratura no fêmur. Segundo os veterinários Fabiana Sargasso e Osni Pinheiro, responsáveis pelo procedimento, a cirurgia correu bem.

Porém, durante o processo de recuperação, o cão sofreu uma baixa na imunidade e apresentou um quadro de cinomose, doença infecciosa que atingiu o animal já em sua fase neurológica.

Segundo os veterinários da ONG, Scooby apresentou sintomas como febre, secreção nasal e ocular, falta de apetite e diarreia. Com fortes convulsões, Scooby não resistiu e morreu no dia 24 de novembro, um mês após a cirurgia.

Dois dias após ser agredido a pedradas, cão foi resgatado por uma ONG de Bauru: ele estava sendo tratado para ser encaminhado para adoção — Foto: ONG Arca da Fé/Divulgação
Dois dias após ser agredido a pedradas, cão foi resgatado por uma ONG de Bauru: ele estava sendo tratado para ser encaminhado para adoção — Foto: ONG Arca da Fé/Divulgação

Flagrante da agressão

O vídeo que mostra a agressão ao cão repercutiu nas redes sociais e revoltou moradores de Gália, que consideraram o fato como uma monstruosidade.

Nas imagens dá para ver que dois homens participam da ação. Um deles segura o cachorro com uma corda e dá várias pedradas na cabeça do animal. A polícia começou a investigar a agressão depois que as imagens foram compartilhadas na internet.

Os dois homens que aparecem no vídeo vão responder por maus-tratos a animais, crime previsto na lei ambiental com pena de três meses a um ano de detenção, além de pagar multa.

Scooby adoeceu enquanto se recuperava de uma cirurgia para corrigir fratura no fêmur — Foto: ONG Arca da Fé/Divulgação
Scooby adoeceu enquanto se recuperava de uma cirurgia para corrigir fratura no fêmur — Foto: ONG Arca da Fé/Divulgação

Fonte: G1

Homem é flagrado agredindo cachorro com pedradas em Gália, SP; vídeo

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.