Cão come folha seca e homem é preso por maus-tratos em Paulínia, SP

Cão come folha seca e homem é preso por maus-tratos em Paulínia, SP
Cães eram mantidos sem água e comida (Foto: Reprodução)

Um homem de 40 anos foi preso na tarde de ontem (8), em Paulínia, por maus-tratos a animais. Ele mantinha um casal de cachorros presos em uma casa, no bairro Morro Alto, sem comida e água. O local estava ainda cheio de fezes. Segundo a PM (Polícia Militar), um dos cachorros, com fome, chegou a comer uma folha seca que estava no chão (veja mais abaixo).

A equipe da PM chegou até o local na sexta-feira, na Rua Hercelina Gomes Navarro, após uma denúncia de um vizinho. Um dos agentes pulou o muro da casa e encontrou os cães fracos e com sinais de desnutrição. Eles estavam tão magros que tinham ossos e costelas visíveis. Segundo o policial que atendeu a ocorrência, um deles chegou a comer uma folha seca que estava no chão.

Após o flagrante, uma veterinária da secretaria de Desenvolvimento do Meio Ambiente de Paulínia esteve na residência para tratar dos animais e constatou a situação de maus-tratos.

Animais foram levados para um abrigo (Foto: Reprodução)
Animais foram levados para um abrigo (Foto: Reprodução)

Ainda de acordo com a polícia, o proprietário da casa se mostrou indignado com a presença da equipe e da veterinária. O dono justificou que havia deixado os animais ali para fazer a segurança do local, mas não tinha tratado dos bichos pois estaria sem dinheiro. Ele disse ainda que planejava alimentar os animais ontem.

O homem foi preso e encaminhado ao DP (Distrito Policial) de Paulínia, onde foi autuado por maus-tratos e permaneceu à disposição da Justiça. Os cães foram recolhidos pela veterinária e serão conduzidos para um abrigo animal.

De acordo com a Lei de Crimes Ambientais (Lei 9.605 de 1998), a detenção para o crime de maus-tratos vai de três meses a um ano e multa. A multa pode ser aumentada em até um sexto caso haja a morte do animal.

OUTRO CASO

Na último dia 26 de março, moradores do bairro Jardim Primavera encontraram três cachorros mortos no bairro, que fica em Vinhedo. A suspeita é de que eles tenham sido envenenados.

Os casos ocorreram em menos de 24 horas. Os residentes registraram dois boletins de ocorrência e a Polícia Civil vai investigar as mortes.

Dois dos cachorros dormiam em uma área de chácara. Eles viviam soltos, recebendo diariamente os cuidados e carinho dos moradores da vizinhança.

Fonte: acidade on Campinas