Cão é agredido com pá, socorrido por bombeiros e se recupera em hospital veterinário em Rio Preto, SP

Cão é agredido com pá, socorrido por bombeiros e se recupera em hospital veterinário em Rio Preto, SP
Foto: Divulgação Secretaria de Bem-Estar Animal

Um cachorro da raça pitbull foi agredido por três homens com uma pá por volta das 19h30 desta segunda-feira, 19, no bairro Setvalley II, em Rio Preto.

Segundo informações do boletim de ocorrência, três mulheres teriam visto três homens batendo em um cachorro, sendo que um deles utilizava de uma pá para agredir o animal.

As mulheres contaram em depoimento que foram até o local para impedir a ação, momento em que discutiram com o trio, que cessou as agressões e foi embora do local em uma caminhonete.

As três mulheres solicitaram a presença da Guarda Civil Municipal (GCM) que ao chegar no local encontrou as solicitantes próximas do cachorro que se encontrava no meio da via com vários ferimentos.

Devido ao estado de saúde do cão, a GCM entrou em contato com a Secretaria do Bem-Estar Animal que solicitou apoio do Corpo de Bombeiros para socorrer o pitbull e levá-lo para o Hospital Universitário da Unirp.

Enquanto os agentes da GCM conduziram as testemunhas para registro da ocorrência no Plantão Policial, dois homens, sendo um deles um construtor e um autônomo, de 48 e 38 anos respectivamente, se apresentaram na delegacia contando que o construtor ao chegar em sua residência, o animal teria aproveitado o portão aberto, entrou e mordeu seu cachorro de pequeno porte. Ele diz que conseguiu separá-lo e então o animal fugiu.

Com a ajuda do amigo autônomo, ele saiu a procura do cachorro para identificar o dono, porém, acabou presenciando o animal entrando em outra residência para atacar outro cão.

Na tentativa de impedir o ataque, eles começaram a agredir o animal. Os dois homens ainda relataram que foram embora porque as mulheres chegaram e começaram uma discussão, mas que eles iriam socorrer o animal.

O caso foi registrado como omissão de cautela na guarda / condução de animal e segue em investigação pelo 3º Distrito Policial.

Até o fechamento desta matéria, o tutor do animal não havia sido identificado.

BEM-ESTAR ANIMAL

O Dhoje entrou em contato com o secretário do Bem-Estar Animal, Diego Lourenço, que relatou que o animal está recebendo os cuidados necessários no Hospital Veterinário e está se recuperando.

O cão, que já ganhou dos veterinários que estão cuidando dele o nome de Severo, segue sendo assistido pela Secretaria, que informou que, caso não seja identificado o tutor do pitbull, assim que ele se recuperar será colocado para adoção.

Por Danielle Molnar

Fonte: DHoje

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.