Cão é resgatado após ser jogado em rio amarrado a pedra: ‘Crueldade’

Cão é resgatado após ser jogado em rio amarrado a pedra: ‘Crueldade’
Animal foi resgatado por uma mulher que passava pelo rio. (Reprodução/The Sun)

Uma mulher salvou um cãozinho que foi jogado em um rio amarrado em uma pedra. O emocionante resgate aconteceu na Inglaterra em janeiro deste ano, mas o caso vem ganhando repercussão nos últimos dias, após uma pessoa ter assumido a autoria da crueldade contra o animal de estimação.

Bella é um pastor belga e foi jogada às margens do rio Trento com uma enorme pedra. O cachorro conseguiu se livrar da morte após Jane Harper o ter visto lutando para sobreviver. A mulher foi até o rio e resgatou o animal que estava muito debilitado e tinha a pedra amarrada em uma coleira. Graças à atitude heroica de Harper, Bella conseguiu escapar. As informações são do The Sun.

A polícia foi chamada para auxiliar no resgate e levou o cachorro a um veterinário. Os profissionais informaram que Bella estava “muito mal” quando deu entrada na clínica, mas apresentou melhoras com o passar dos dias. Atualmente a saúde dela está recuperada e ela segue recebendo os cuidados necessários.

Bella chegou muito mal mal em clínica veterinária. (Reprodução/The Sun)

Crueldade

Charlne Latham, de 31 anos, foi quem jogou Bella no rio Trento e se confessou culpada pelo sofrimento ao qual o animal foi submetido. Apesar de ter procurado as autoridades policiais, ela não disse o que a fez lançar o animal nas águas. Ela foi liberada após pagar fiança, no entanto uma audiência está marcada para acontecer em março.

O superintendente Rob Griffin, da polícia de Nottinghamshire, afirmou que o caso de Bella foi “altamente emocionante” e “chocante”. O policial comemorou o fato do animal estar bem e, principalmente, por estar com pessoas que cuidam dele com a atenção e cuidado merecido. “A crueldade contra animais é totalmente inaceitável”, disse.

Por Vitor Fórneas 

Fonte: BHAZ

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.