Cachorro foi agredido na região do olho direito (Foto: Divulgação)

Cão gravemente ferido por enxadada precisa de doações para tratamento veterinário

A SPA (Sociedade Protetora dos Animais) de Volta Redonda (RJ) realizou no início desta semana o resgate de um cão gravemente ferido, ele perdeu um dos olhos, vários dentes, está com a arcada dentária comprometida e parte da orelha também foi ferida, a situação do animal é grave. Todos esses ferimentos é em decorrência dele ter sido agredido, segundo denúncia anônima, um homem deu uma enxadada no cão no último sábado, no bairro Nove de Abril, em Barra Mansa, por causa do ferimento aberto sem cuidado, o animal sofre com uma infecção parasitária causada por larvas -miíase.

O cão foi localizado na terça-feira (12), dia em que ocorreu o resgate, a SPA o encaminhou para a clínica veterinária Pequenos Amigos, localizada no bairro Aterrado, em Volta Redonda, onde está recendo atendimento médico-veterinário. As despesas do animal vão ser custeadas com doações que podem ser feitas através do banco Bradesco: agência 2806, conta 02317-5, ou na própria clínica, onde o cão está internado. A presidente da SPA, Carminha Marques, informou que o cão está respondendo bem ao tratamento e apresentou melhora nas últimas horas, porém ainda está passando por exames.

– É importante a contribuição para o animal continuar recebendo o tratamento, ele já está um pouco melhor e reagindo bem aos cuidados – disse.

O cão é de pequeno porte, sem raça definida, tem aproximadamente seis anos, e é muito dócil. Após a recuperação, ele ficará à disposição de alguma família que queira adotá-lo.

Maus-tratos

Carminha Marques disse que a denunciante do caso não quis se identificar por temer represália do autor. Devido a isso não foi possível registrar na delegacia o boletim de ocorrência de maus-tratos. Mas a mulher afirmou aos integrantes da ONG que viu o homem agredindo o animal com uma enxada e entrou em contato com a SPA para ajudar o cão.

Fonte: Diário do Vale

Os comentários abaixo não expressam a opinião do Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.