Cão morre por insolação após curto passeio em dia de extremo calor

Cão morre por insolação após curto passeio em dia de extremo calor
Laura Kyle e o cão, Betty.

Um cão, de raça buldogue francês, morreu na sequência de uma insolação, que lhe terá provocado danos cerebrais, após um pequeno passeio num dia de extremo calor, na Escócia.

Segundo informação avançada ao Mirror, Betty deixou de responder após o passeio, que fez com a sua tutora e outro cão. Agora, Laura Kyle, tutora do animal, veio alertar sobre perigos de passear os animais sob altas temperaturas.

A mulher, de 32 anos, tinha levado o cão de três anos para passear perto da cidade de Livingston na última quinta-feira, dia 15 de julho, momento em que toda a Europa atravessava uma vaga de calor. 

Laura avança que o cão aparentava estar bem durante a caminhada, no entanto ter-se-á sentido mal ao chegar a casa. A tutora ainda deu água aos dois animais, mas Betty mostrava-se pouco recetiva e prostrado. Com os sintomas do animal, a dona transportou-o de imediato ao veterinário, que disseram que o buldogue francês tinha sofrido uma insolação que lhe afetara o cérebro.

Fonte: CM Jornal / mantida a grafia lusitana original

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.