Cão que perdeu suas patas congeladas ganha outras quatro novas

Cão que perdeu suas patas congeladas ganha outras quatro novas
Fotos: Instagram/nakiothebionicdog

Quando Naki’o era somente um filhote, ele e seus irmãos foram encontrados abandonados em uma casa fechada em Nebraska, EUA, em pleno inverno. Sua mãe já tinha morrido quando eles foram encontrados, mas todos os filhotes estavam seguros e saudáveis quando resgatados – com exceção do pequeno Naki’o, que foi encontrado congelado em uma poça.

Naki’o sofreu várias ulcerações pelo frio, e teve que ter todas suas quatro patas (e partes variadas de cada uma) amputadas. Ele também perdeu metade do seu rabo, metade do seu nariz e uma pequena parte de sua orelha direita, contou Christie Pace, sua tutora, ao The Dodo. Foi então que Naki’o se tornou o primeiro cão a receber quatro pernas protéticas.

Naki’o e seus irmãos foram resgatados pela organização A Puppy’s Voice em Fort Collins, Colorado. Todos eles inicialmente sofriam de desnutrição e sarna, mas cada um acabou encontrando um lar amoroso, até mesmo o especial pequeno Naki’o.

Christie tinha trabalhado como técnica veterinária por nove anos, então quando ela começou a procurar um cachorrinho para adotar, estava familiarizada com cães que precisavam de atenção e cuidados extras. Ela não estava planejando adotar um cachorro com necessidades especiais, mas assim que ela viu Naki’o no site PetFinder, sabia que ele estava destinado à ela.

“Eu não tinha certeza que tipo de cachorro eu estava procurando naquela época, mas quando eu vi Naki’o [chamado de Stubby no centro de resgate] e eu li sua história e vi sua foto, eu imediatamente me apaixonei por ele”, Christie contou ao The Dodo. “Eu não estava procurando um cachorro com necessidades especiais, mas eu sempre tive um ponto fraco por esses animais”.

Christie marcou um horário para ir conhecer o pequeno Naki’o, e após ver como ele era incrível e amoroso, acabou levando-o para casa naquele mesmo dia.

“Ele entrou na sala de exames e era o rapazinho mais feliz que você poderia conhecer”, Christie disse. “Você nem reconhecia sua deficiência logo de cara porque ele estava tão feliz e me beijando. Era amor”.

Quando Naki’o entrou para sua nova família, seus tutores não tinham certeza do que exatamente ele precisaria conforme ele crescesse. Como que ele pesava somente dois quilos quando foi adotado, conseguia se movimentar facilmente. Mas à medida que ele foi crescendo, começou a ter dificuldades para se arrastar por aí, então ficou claro que ele iria precisar de uma assistência extra.

“Eu sabia que ele precisava de ajuda, então o destino tomou conta”, Christie disse. “Eu tinha um cliente na clínica que tinha uma joelheira protética OrthoPets. Eu nunca tinha visto isso antes ou sabia que isso existia até então! Eu pesquisei sobre OrthoPets em Denver, e vi que eles faziam próteses, então eu marquei com horário para ele”.

Com a ajuda de seus generosos clientes, Christie conseguiu juntar dinheiro suficiente para comprar pelo menos uma prótese para Naki’o. Quando ela soube que ele precisaria definitivamente de um total de quatro próteses para ter uma ótima qualidade de vida, ela estava preocupada no começo com o custo – até que OrthoPets decidiu doar as outras três próteses.

Naki’o começou a receber suas patas protéticas no decorrer de alguns meses. Quando ele finalmente tinha suas quatro próteses, ficou imediatamente muito feliz com todas as coisas que agora ele poderia fazer.

“Ele parecia um filhote de cervo se levantando para andar pela primeira vez”, Christie disse. “Então ele percebeu que poderia ir para qualquer lugar que quisesse! E então deu seus primeiros passos na rua. Ele até quebrou as dobradiças de suas próteses dianteiras porque correu muito rápido e fez uma curva muito fechada”.

No decorrer dos anos, as próteses de Naki’o foram reajustadas para se adaptarem melhor às suas necessidades, e ele agora tem seu kit final que deverá carregá-lo pelo resto de sua vida.

Naki’o é o primeiro cão no mundo a receber quatro patas protéticas, e elas realmente o ajudaram a se transformar no melhor cão que ele poderia ser.

“Ele é o cachorro mais feliz que você poderia conhecer”, Christie disse. “Ele não permite que sua deficiência o defina; se ele quer algo, ele irá encontrar um jeito! Ele está sempre sorrindo e é sempre uma presença reconfortante para mim e para os outros”.

Inpirada por Naki’o, em 2011 Christie abriu um centro de resgate chamado Nakio’s Underdog Rescue, especializado em ajudar animais com necessidades especiais.

“Eu comecei isso em honra ao Naki’o porque sabia que havia muitos animais com deficiências lá fora e muitos deles não são resgatados ou adotados, Christie disse. “Eu sabia que não poderia adotar todos eles, então pensei que um centro de resgates específico para deficiências variadas seria a melhor opção. Nós somos um centro pequeno, já que cada animal precisa de muitos recursos, mas fazemos o que podemos para ajudar.”

Apesar de não conseguir adotar todos eles, Christie conseguiu salvar muitos animais com necessidades especiais. Além de Naki’o, ela também tem três cães que são cegos, e um cão com duas patas e meia que usa uma cadeira de rodas.

O pequeno Naki’o teve um começo muito difícil em sua vida, mas felizmente encontrou uma tutora que entende que todos os cães merecem uma chance, e foi capaz de viver sua vida da melhor forma por causa dela.

“Eu amo como os animais deficientes são tão amorosos, tão cheios de vida e possuem almas tão gentis”, Christie disse. “Eles realmente merecem qualidade de vida, porque uma deficiência não significa que a vida acabou, eles tem muito mais dentro deles!”.

Você pode seguir Naki’o e todas suas aventuras na sua página do Instagram.

Por  Caitlin Jill Anders / Tradução de Alice Wehrle Gomide

Fonte: The Dodo

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.