Cão queimado vivo no RS piora e é transferido para hospital veterinário

Cão queimado vivo no RS piora e é transferido para hospital veterinário

Bud deixa clínica e vai para hospital veterinário de Universidade Federal. Parte da virilha e dos membros inferiores do animal estão necrosando.

RS cao queimado vivo

O cachorro que foi queimado vivo em Santa Maria foi transferido no início da tarde desta sexta-feira (28) para o Hospital Veterinário da Universidade Federal da cidade. Bud, como o cão é chamado, estava sendo tratado em uma clínica do município da Região Central do Rio Grande do Sul, e apresentou piora no quadro de saúde. Os veterinários, durante a troca dos curativos, constataram que parte da virilha e dos membros inferiores estão necrosando.

Os profissionais decidiram, então, transferir o cão para a emergência da UFSM. O animal havia reagido na noite de quinta (27), quando chegou a levantar e se alimantar sozinho.

Bud deve ficar internado no hospital veterinário da Universidade Federal de Santa Maria por tempo indeterminado. Letícia Adamy, veterinária que cuidou do cachorro na clínica, disse que o estado de saúde inspira cuidados. “O estado do Bud é grave, com infecção generalizada. O cão apresentou piora na situação da pele e foi enviado ao hospital veterinário para a retirada do tecido necrosado”, conta.

O caso ainda não está esclarecido e a Polícia Civil investiga. Na manhã de quinta-feira (27), agentes foram até a rua onde mora o dono de Bud para conversar com vizinhos. O dono do animal define o ato como “maldade”.

Gustavo Castilhos, proprietário da clínica onde o cão estava internado, suspeita que alguém tenha jogado gasolina e ateado fogo no animal enquanto ele acasalava com uma cadela. Maltratar, ferir ou mutilar animais é crime, com pena de três meses a um ano de prisão e multa. A polícia já tem um suspeito.

Assista ao vídeo clicando aqui.

Fonte: G1

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.