Cão resgatado pela polícia infestado de carrapatos ganha novo lar em Lins, SP

Cão resgatado pela polícia infestado de carrapatos ganha novo lar em Lins, SP
Cão Romeu foi resgatado em estado deplorável, segundo veterinários — Foto: Arquivo Pessoal

O cão que foi encontrado pela polícia infestado de carrapatos foi adotado uma semana após ser resgatado e já se adapta ao novo lar. O antigo dono foi indiciado por maus-tratos e multado em R$ 3 mil.

No último dia 7 de dezembro, a polícia foi até a casa onde o cachorro, da raça pit bull, vivia e o encontrou em um estado classificado por veterinários como “deplorável”.(Veja no vídeo abaixo.)

https://www.youtube.com/watch?v=zCtAB5PZ8E4

Segundo relato dos médicos veterinários que receberam o animal, ele praticamente já não andava e chegou à clínica muito debilitado e anêmico. Além disso, tinha uma severa infestação de carrapatos.

Após passar pela clínica para dar início ao tratamento, o animal foi encaminhado à ONG Refúgio Pet. Lá encontrou um novo lar, graças à Vilma Maria Corrêa.

Vilma, que trabalha como autônoma, o viu em uma postagem no Facebook e logo entrou em contato com a ONG para adotar o cachorro, que recebeu o nome de Romeu.

“Foi amor à primeira vista. Eu perdi minha cachorra recentemente, que eu também havia resgatado de maus-tratos, e ele me lembrou muito ela”, conta.

Vilma contou, em entrevista ao G1, que a recuperação está indo muito bem. “Ele já engordou bastante e os pelos já estão voltando. Está comendo e saindo para passear todos os dias. Ele adora”, conta.

Como é vítima de maus-tratos, Romeu ainda tem algumas dificuldades na adaptação à nova família. “Ele ainda não consegue ficar sozinho, está muito carente. E também não se dá muito com outros cachorros”, explica Vilma.

Por isso, está ficando na casa de um amigo de família, já que Vilma tem outros dois cães. “A ONG nos aconselhou a fazer a adaptação aos poucos, por isso, estamos mantendo-o separado por enquanto”, diz.

Segundo a mulher, Romeu levou felicidade para a nova família e, em troca, ganhou tudo aquilo que nunca teve: amor, carinho e cuidado. “Ele é demais. Super dócil e um amor de cachorro! Estamos muito felizes aqui em casa”, relata Vilma.

Denúncia

O delegado João Pandolfi, titular da Delegacia de Investigações Gerais (DIG) de Lins, explicou que o caso teve início porque o próprio dono do animal procurou a polícia para registrar um boletim de ocorrência por ameaça e difamação.

Polícia Civil de Lins resgata cão infestado de carrapatos e dono é multado em R$ 3 mil, delegado João Pandolfi — Foto: J. Serafim/Divulgação

O motivo das ameaças seria uma postagem que viralizou nas redes sociais denunciado a situação do animal. O delegado decidiu ver o cão e, diante do que encontrou, o autuou por maus-tratos e abuso contra animais.

O crime de maus-tratos prevê pena de detenção de três meses a um ano, mas o homem vai responder ao processo em liberdade. A postagem que denunciou o caso já foi retirada do ar.

Tratamento

Segundo os veterinários Thaysa Weiler Vanuchi e William Ribeiro Fernandes, responsáveis pelo tratamento, o pit bull passou por exames de sangue que diagnosticaram a doença do carrapato e também anemia. Ele foi medicado com um remédio que vai matar os parasitas que ainda estão no seu corpo. E, agora continua o tratamento por mais 30 dias em casa.

Polícia Civil de Lins resgata cão infestado de carrapatos e dono é multado em R$ 3 mil — Foto: Espaço Vet/Divulgação

Segundo Thaysa Weiler, o animal se alimentou bem e também bebeu bastante água, o que é considerado pelos profissionais como um bom sinal. Ele também recebeu doses de vitaminas e já engordou cerca de três quilos.

Os veterinários explicam que a doença do carrapato é uma infecção bacteriana que tem tratamento e possui cura em vários casos. O cão também fez o exame da leishmaniose, mas esse resultado é mais demorado e ainda não ficou pronto.

Fonte: G1

Polícia Civil resgata cão infestado de carrapatos e tutor é multado em R$ 3 mil

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.