Ainda com infecção e dores, Herói segue em tratamento. Foto: Vinicius Bomfim

Cão tem os olhos arrancados e mobiliza protetores em Bauru, SP

Depois de receber um nome que representa sua força, Herói ainda luta pela vida. Há quatro dias, o cãozinho, um macho adulto de médio porte, sem raça definida, foi resgatado em uma das ruas do Núcleo Edson Francisco da Silva (Bauru 16) com ferimentos nos dois olhos.

Após a realização dos exames, os veterinários foram categóricos: o animal teve os olhos arrancados por ação humana. Desde então, Herói segue internado, recebendo tratamento, com ritmo lento de recuperação. Simultaneamente, para conseguirem custear todos os procedimentos, as protetoras que o salvaram criaram uma “vakinha” online.

A história do resgate do cãozinho começou no sábado (11) à noite, quando a protetora de animais Ariane Caffeo recebeu fotos do animal abandonado e já ferido. Ela publicou as imagens em suas redes sociais e pediu ajuda aos amigos para encontrá-lo.

Na manhã do dia seguinte, a professora Adriana Santos resgatou o animal, bastante debilitado, no Bauru 16. “A região dos olhos estava bastante machucada, infeccionada, e ele estava muito desnutrido. Acredito que já era um cachorro abandonado e que alguém o pegou na rua para fazer esta maldade”, observa Adriana.

Nesta segunda-feira (13), Herói foi levado a uma clínica veterinária particular de Bauru, localizada no Centro da cidade, onde o cãozinho ainda permanece em tratamento. Segundo o veterinário Rafael Rocha Sartori, o animal chegou com uma infecção grave, gerada pela lesão decorrente da retirada dos olhos.

“A gente não consegue afirmar se eles foram arrancados manualmente ou com algum instrumento. O cão ainda está meio agressivo por conta das dores. Então, primeiro vamos sanar esta dor e a infecção, que ainda está bem alta, com o uso de antibióticos e anti-inflamatórios, além de suporte nutricional, para, depois, ter condições de avaliar a extensão da lesão e a necessidade de eventuais procedimentos”, detalha.

SEM PISTAS

Ainda de acordo com Sartori, o quadro de saúde de Herói está evoluindo, mas em ritmo lento. E não há expectativas de que, um dia, ele volte a enxergar. Infelizmente, até agora, ninguém tem pistas sobre a identidade do autor do crime que levou o cãozinho à cegueira.

AJUDA

Interessados em ajudar com doações devem acessar o link https://www.vakinha.com.br/vaquinha/caozinho-que-teve-os-olhos-arrancados/. Segundo as protetoras, o dinheiro arrecadado será utilizado para custeio da internação, exames, vacinas e medicamentos necessários para a recuperação do animal.

Há necessidade, ainda, de instalação de grades na chácara de Ariane Caffeo, onde Herói será inicialmente acolhido, para mantê-lo protegido de outros cães que vivem no imóvel e também longe de uma piscina.

Por Tisa Moraes

Fonte: JCNET

Os comentários abaixo não expressam a opinião do Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.