‘Cãomiada’: caminhada para arrecadar recursos para abrigos de animais acontece neste domingo (9)

‘Cãomiada’: caminhada para arrecadar recursos para abrigos de animais acontece neste domingo (9)
O evento celebra e luta pela Causa Animal em Fortaleza. Foto: Reprodução

Fazer atividade física é essencial para os animais: ajuda na qualidade de vida, evita sobrepeso, diminui o estresse e promove vários outros benefícios. E se juntarmos essa necessidade com a luta pela Causa Animal?

Acontece, neste domingo (9), a Cãomiada 2024, com o objetivo de arrecadar recursos para abrigos de animais abandonados de Fortaleza. A partir das 16 horas, na avenida Beira-Mar, pets, tutores e ativistas de todo o Ceará são convidados a participar desse ato de solidariedade.

Organizada pelo Instituto AmePatas, a ação deste ano busca promover o fim dos maus-tratos e a aprovação do projeto “Animal não é coisa!”. E os interessados em ajudar os abrigos podem participar do evento e comprar uma camiseta, ou ainda entrar em contato com as entidades para saber como ajudar de outras formas.

Venda de blusas

Durante a atividade, o Instituto AmePatas venderá camisetas com a mensagem “Animal não é coisa”. Cada compra vai ajudar a financiar castrações de animais de importantes projetos de proteção animal da região, como a Anjos da Proteção Animal, Instituto Causa Pet, Abrigo São Lázaro, Ong Abrace e Lar Tin Tin – Fortaleza. O valor da camisa é R$ 35.

O que é preciso levar?

Aos que pretendem levar seus pets, é recomendado levar coleira, água e saquinhos para recolhimento das fezes.

Programação do evento

Entre as atrações, estão os ativistas Matheus Laiola e Douglas Brito, além do deputado federal e ativista Célio Studart. Também haverá distribuição de amostras de ração e diversas atividades para entreter e engajar tanto os animais quanto seus tutores.

Qual a realidade dos animais abandonados de Fortaleza?

Atualmente, em Fortaleza, existem pelo menos 40,8 mil animais nas ruas, segundo levantamento da Coordenadoria Especial de Proteção e Bem-Estar Animal (Coepa). O Abrigo São Lázaro, por exemplo, tem cerca de 1,2 mil animais abandonados. Já a Anjos da Proteção Animal tem aproximadamente 600 animais.

Em julho de 2023, o governador Elmano de Freitas, atendendo aos pedidos das ONGs, criou a Secretaria da Proteção Animal no Estado.

No Brasil, o abandono é considerado crime desde 1998, com a Lei Federal 9.605/98. Buscando frear essa prática, em 2020, a Lei Federal 14.064/20 aumentou as penalidades para casos de maus-tratos, com reclusão de dois a cinco anos, multa e proibição da guarda, especialmente em situações envolvendo cães e gatos.

Serviço

Cãomiada 2024
Quando: domingo (9), a partir das 16 horas;
Onde: Av. Beira-Mar, próximo ao espigão da Av. Rui Barbosa;
Valor da camiseta: R$ 35;
Pontos de venda: Av. da Abolição, 3415 e Av. Viena Weyne, 970.

Por Nathally Kimberly

Fonte: Diário do Nordeste

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.