Cãozinho leva a pior ao ‘brincar’ com ouriço em Franca, SP

Cãozinho leva a pior ao ‘brincar’ com ouriço em Franca, SP

Um cãozinho ficou com a cabeça coberta de espinhos depois de um encontro com um ouriço.

O animal, segundo Marcos Scooby, que trabalha com transporte de cães e gatos, vive nas dependências do Colégio Agrícola, no City Petropólis, em Franca. Como todo animal curioso, o cãozinho teria se aproximado de um ouriço, momento em que ficou com os espinhos na cabeça.

Marcos relata em uma postagem no Facebook que os próprios funcionários do Colégio se uniram para arcar com as despesas do atendimento ao bichinho. Ele destaca que em casos assim, nunca se deve tentar extrair os espinhos, mas levar o cão a um veterinário.

Um caso semelhante foi contado pelo Portal GCN há cerca de um ano. Na ocasião, a veterinária Raquel Borges explicou que o animal precisa ser anestesiado e só depois é feita a retirada dos espinhos. O motivo é que os espinhos do ouriço possuem na ponta um formato semelhante ao de um anzol, o que causaria uma dor extrema no momento da retirada, caso o cão não esteja anestesiado.

O espinho do ouriço não é venenoso, mas ainda assim o cão precisará de medicação anti-inflamatória, analgésicos e antibióticos.

Fonte: GCN

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.