Caõzinho nasce sem duas patas, mas mostra história de superação

Caõzinho nasce sem duas patas, mas mostra história de superação

Pippin. É o nome do filhotinho que nasceu sem as duas patinhas da frente. Embora, isso não mude muita coisa no que diz respeito à sua superação e independência. O cãozinho pula, brinca e faz muita bagunça no dia a dia.

Segundo a ONG LoveyLoaves, dedicada à reabilitação de cães com necessidades especiais em Orlando, nos Estados Unidos, Pippin é um filhote normal, extremamente feliz e saudável. “Cães podem se adaptar incrivelmente bem às circunstâncias de suas vidas”, afirmou Ward Wells, gestor da ONG.

(LoveyLoaves/Reprodução)

Pippin deve ganhar nas próximas semanas uma cadeira de rodas. Ward Wells explica que o cão precisa se desenvolver para ganhar o equipamento. “Qualquer cadeira de rodas adquirida hoje não caberia corretamente porque ele tem apenas 8 semanas de idade. Nossos carrinhos são personalizados com medidas exatas e especificações para cada cão”.

“Por agora, ele está andando como um t-Rex e pulando como um coelho em suas patas traseiras. Às vezes, ele encolhe e escorrega. Ele não está se machucando. Ele está bem.”, escreveu na fanpage da LoveyLoaves.

Fonte: Diário de Pernambuco 

Os comentários abaixo não expressam a opinião do Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.