Capivara resgatada no mar de Olinda (PE) e mais dez animais são devolvidos à natureza

Quando os seres humanos se confinam em casa, a natureza encontra espaço para se mostrar. Após serem resgatados em centros urbanos neste período de quarentena, onze animais silvestres foram devolvidos à área verde da Região Metropolitana do Recife (RMR) no início deste mês, pelo Centro de Triagem de Animais Silvestres de Pernambuco (Cetas Tangara), da Agência Estadual de Meio Ambiente (CPRH).
Através da ação, duas capivaras, dois carcarás, um jacaré, uma preguiça, um guaxinim e quatro jiboias voltaram para casa em segurança.

Um deles é o filhote de capivara capturado por agentes do Corpo de Bombeiros e da Companhia Independente de Policiamento do Meio Ambiente (Cipoma) enquanto se afogava no mar de Casa Caiada, em Olinda, no dia 16 de abril.

Estressada e com pequenos ferimentos, a capivarinha que se aventurou pela praia precisou passar por acompanhamento clínico antes de ser solta. A O coordenador do Cetas Tangara, Yuri Marinho, conta que ela não comeu quase nada nos primeiros dias. Depois de se recuperar, estava pronta para retornar ao seu habitat natural, e foi levada à área do Campo de Instrução Marechal Newton Cavalcanti (CIMNC), no município de Araçoiaba, na RMR.

Capivara foi resgatada do mar de Olinda - DIVULGAÇÃO
Capivara foi resgatada do mar de Olinda – DIVULGAÇÃO

A outra capivara apareceu no bairro do Curado, Zona Oeste do Recife, correndo muito assustada. Temendo que o bicho fosse ferido ou morto, os moradores da região acionaram o Cipoma para resgatá-lo, relatou Marinho.

Esses e os animais envolvidos na operação tiveram essa particularidade: foram encontrados em ruas, avenidas e quintais (e até no mar) enquanto a população humana se recolhia em suas casas.

Fonte: NE10

Capivara é resgatada após quase se afogar no mar de Olinda, PE

Os comentários abaixo não expressam a opinião do Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.