Capivaras do Parque Cesamar em Palmas (TO) passam por castração; ação quer controlar aumento populacional

Capivaras do Parque Cesamar em Palmas (TO) passam por castração; ação quer controlar aumento populacional

Duas capivaras que vivem no Parque Cesamar foram capturadas nesta sexta-feira (25) para serem castradas. A ação faz parte do plano para controlar a reprodução da espécie no local. Segundo o município, houve um aumento de 68% na população em apenas um ano: saltando de 74 animais para 150.

A ação é coordenada pela Fundação Municipal de Meio Ambiente. As cirurgias foram realizadas na clínica de uma faculdade particular de Palmas. As capivaras castradas devem ser devolvidas ao habitat na manhã deste sábado (26).

“A previsão é de que outras capivaras também passem pelo procedimento, mas tudo isso requer uma logística grande para que o animal não passe por sofrimento”, destacou a diretora de Controle Ambiental da FMA, Bruna Almeida.

Segundo ela, a castração é um dos métodos de controle populacional apontado pelo Plano de Manejo de Palmas para que a número dos animais não ultrapasse o limite suportado pelo Parque Cesamar.

Com isso, as capivaras e as pessoas poderão continuar convivendo em harmonia. “Uma vez que uma capivara fêmea pode ter até três gestações ao ano, e cada gestação pode resultar em média quatro filhotes, mas esse número pode ser ainda maior”, explicou.

Entenda

Estudos sobre a população de capivaras na área urbana de Palmas vêm sendo feitos desde 2017. Os animais se reproduzem sem predadores e acabam saindo do parque para outras áreas da cidade.

O processo de castração teria começado em agosto, quando o município informou que iria capturar dois animais e castrá-los durante um treinamento para o manejo dos animais no Parque Cesamar.

Fonte: G1

Os comentários abaixo não expressam a opinião do Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.