Capixabas promovem ‘cãominhada’ para alertar sobre câncer de mama em pets

Capixabas promovem ‘cãominhada’ para alertar sobre câncer de mama em pets

Além de palestras, sorteio de brindes, pula-pula e praça de alimentação, o evento também contará com um espaço reservado para a adoção de animais

Por Thaiz Blunck

No próximo sábado (08), a Praia de Itaparica, em Vila Velha, recebe um evento diferente. A “2ª Cãominhada Educativa” é um evento sem fins lucrativos que tem como objetivo abordar o tema “Outubro Pet Rosa”, que faz um alerta para o câncer de mama e outros tipos de câncer em animais de estimação.

De acordo com uma das organizadoras, Josiany Chiabai, a ideia de abordar o tema surgiu quando ela perdeu uma cadela com câncer e resolveu juntar a campanha “Outubro Rosa” a uma outra direcionada aos pets.

ES VilaVelha capixavas promovem caominhada alertar cancer mama pets 2“Já aconteceu uma Cãominhada, mas tínhamos como objetivo somente o bem estar do animal. Aí nesse período eu perdi uma cadela com câncer e veio o Outubro Rosa, aí resolvemos fazer uma nova para abordar esse tema. Queremos falar sobre as vantagens da castração e os perigos de outros tipos de câncer que eles podem ter também”, explica.

A “Cãominhada” começa às 17 horas e a participação é livre, qualquer um pode estar presente. Quem também quiser ir e colaborar, a cada 3 kgs de ração que for doado, o participante ganha uma camisa personalizada do evento. Tudo o que for arrecadado será destinado aos abrigos que também estarão participando da caminhada.

Além de palestras, sorteio de brindes, pula-pula e praça de alimentação, o evento também contará com um espaço reservado para a adoção de animais.

Câncer em animais

Mesmo pouco conhecido, o câncer de mama em animais é considerado um dos mais comuns quando se trata do meio animal. De acordo com a médica veterinária oncologista Alice Corrêa Rassele Merísio, a genética é o principal fator para o aparecimento do câncer. No entanto, outros fatores também podem estimular.

“O fator genético é o principal, mas outras coisas como o uso de anticoncepcional, por exemplo, também podem estimular. Uma forma de prevenção é a castração precoce, que também evita várias outras doenças no animal”, explica.

A técnica de diagnóstico é parecida com a que já é conhecida pelas mulheres. De acordo com ela, a principal forma de diagnosticar é fazendo a palpação das mamas do animal.

“O melhor diagnóstico é a palpação das mamas, ao redor dos mamilos, para ver se sente algum nódulo. Às vezes pode ser bem pequeno, mas qualquer presença é importante que o animal seja levado ao veterinário, pois quanto o antes o diagnóstico, mais fácil fica o tratamento”, conta.

Fonte: Folha Vitória

 

 

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.