Captura de animais silvestres na área urbana caiu 20% em 2018 em MS

Captura de animais silvestres na área urbana caiu 20% em 2018 em MS
Animal atropelado em rodovia de MS. (Foto: PMA)

Em 2018, 1.393 animais silvestres foram capturados nos perímetros urbanos de Mato Grosso do Sul, uma queda de 20% com relação ao ano de 2017, quando 1.742 foram retirados das ruas. A PMA (Polícia Militar Ambiental) faz o recolhimento na área urbana das cidades há quase 32 anos. Os principais animais capturados são aves.

Na Capital ocorreram 810 capturas em 2018, uma média de 2,2 animais capturados por dia, número um pouco menor ao de 2017, quando foram capturados 824 animais, com média de 2,8 por dia.

Retirados das ruas, os animais são encaminhados ao CRAS (Centro de Reabilitação de Animais Silvestres). Alguns capturados no interior do Estado são soltos nas redondezas, depois de laudos veterinários e biólogos constatarem que são daquele habitat.

A PMA explica que Campo Grande possui grandes reservas florestais, mas que a convivência entre a fauna sinantrópica e a população gera alguns conflitos, como: animais nas ruas, nos estabelecimentos e atropelamentos.

Além disso, o desmatamento legal ou ilegal, que acontecem nas circunvizinhanças das cidades, diminui o habitat e alimento da fauna silvestre, que cada vez mais, busca alimentos nos perímetros urbanos.

Carcará capturado. (Foto: PMA)
Carcará capturado. (Foto: PMA)

Por Danielle Valentim

Fonte: Campo Grande News

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.