Capturas de animais pelos bombeiros em 2016 aumentam 60% em MT

Capturas de animais pelos bombeiros em 2016 aumentam 60% em MT

Comparação foi realizada entre os seis primeiros meses de 2015 e 2016. Dados foram divulgados pelo Corpo de Bombeiros do estado.

O número de capturas de animais aumentou 59,07 % de janeiro a junho de 2016 em relação ao mesmo período do ano passado.

Os dados foram divulgados pelo Corpo de Bombeiro de Mato Grosso e mostram que nos primeiros seis meses de 2015 foram registradas 694 capturas, enquanto neste ano foram 1.104.

Os números contabilizam, entre outros tipos de ocorrências, casos de resgate de animais domésticos em situação de risco, animais silvestres encontrados em residências ou em outras áreas urbanas.

Apesar da captura de animais silvestres ser especialidade do Batalhão de Polícia Militar de Proteção Ambiental, o Corpo de Bombeiros também realiza esse tipo de trabalho quando necessário.

Durante todo o ano passado foram realizados 1.632 capturas. Os números nos seis primeiros meses de 2016 representam 67,6 % de todo o trabalho realizado em 2015.

A assessoria do Corpo de Bombeiros explicou que os animais domésticos capturados em situação de risco são levados para o Centro de Controle de Zoonoses (CCZ), onde passam por alguns exames para que a saúde do animal seja analisada. Já os animais silvestres que estão em boas condições são devolvidos à natureza logo após o resgate.

Os resgastes são feitos com equipamentos especiais, como cambões [barras feita de metal com um corda na ponta] para trazer segurança para o agente e também para o animal. Entre os trabalhos recentes dos bombeiros está o resgate de uma arara-canindé que estava com uma asa quebrada no município de Nova Mutum, a 269 km de Cuiabá.

Fonte: G1

Mais notícias

{module [427]}

{module [425]}

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.