Comoção no caso de cadela que morreu após ser torturada e pintada de azul no México

Caso da cadela que morreu após ser torturada e pintada de azul causa comoção no México

O México está chocado com este terrível caso de maus-tratos sofrido por uma cadelinha de 12 meses. Ela morreu após seus agressores a terem coberto com tinta a óleo azul, eles também a apunhalaram com um picador de gelo e lhe deram solventes para beber.

A notícia agitou as redes sociais assim que o usuário do Facebook, Carlos Manuel Jiménez, postou em seu perfil as fotografias do animal empapado com tinta azul. O caso de Muñeca provocou a indignação dos cidadãos e dos grupos animalistas que ajudaram no resgate do animal.

Apesar de ter sido resgatada e de ter recebido cuidados veterinários, Muñeca não resistiu e faleceu enquanto estava sendo atendida. Com a divulgação soube-se que a cadelinha tinha tutor e que há poucos dias saiu de casa e não voltou mais. Agora eles vão apresentar uma denúncia por maus-tratos e crueldade animal, crime que no estado de Michoacán pode ser punido com até seis meses de prisão.

A Procuradoria Geral de Justiça do Estado de Michoacán já deu início às investigações necessárias para encontrar os responsáveis pela brutal morte de Muñeca.

Tradução de Flavia Luchetti

Fonte: La República 


Nota do Olhar Animal: Existe uma petição que pede justiça no caso da agressão e morte contra a cadelinha Muñeca e que já conta com mais de 65 mil assinaturas. Para assinar, clique aqui.

Os comentários abaixo não expressam a opinião do Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.