Castração de cães e gatos no bairro do Guamá, em Belém (PA) atenderá mais de 900 animais até o final de agosto

Castração de cães e gatos no bairro do Guamá, em Belém (PA) atenderá mais de 900 animais até o final de agosto

Por Kennya Corrêa

A doméstica Maria José de Oliveira Costa, 55 anos, sempre teve um carinho especial por animais, principalmente gatos. Moradora do bairro do Guamá, em Belém, um dos bairros com maior incidência de animais abandonados na cidade, ela fazia questão de cuidar daqueles que encontrava pelo caminho, o que lhe rendeu sete gatos e dois cachorros adotados. “Todos eles têm uma história especial e todos tirei da rua para ajudar”, conta.

Apesar do amor e cuidado que Maria José sempre teve com os animais adotados, o custo alto para levá-los a uma clínica particular e o tempo necessário para se deslocar até o Centro de Controle de Zoonoses de Belém (CCZ), localizado na Rodovia Augusto Montenegro, KM 11, sempre foram um empecilho para que os bichos fossem castrados.

“Era complicado porque são muitos animais para levar pra longe, e pra pagar a castração em uma clínica particular seria uma média de R$ 600 reais por cada um. Não tinha condições, então não tinha feito”, explicou Maria José, que nesta quarta-feira, 27, aproveitou o serviço itinerante de castração de animais, disponibilizado pela Prefeitura de Belém, que desde o dia 17 de maio encontra-se na Unidade Municipal de Saúde do Guamá, para levar a gata Pretinha, de 2 anos, para fazer a cirurgia, agendada previamente no local.

“É um serviço muito bom, ajuda muito”, ressaltou a doméstica, se referindo ao Castramóvel, um micro-ônibus equipado para a realização de até duas castrações simultâneas, que tem previsão de continuar no bairro do Guamá até o final do mês de agosto.

Até o início do mês de julho, mais de 471 cirurgias de castração já haviam sido realizadas, e até o final de agosto, mais 451 animais devem passar pelo espaço, totalizando 922 animais castrados até o final da ação, que depois deve se dirigir ao bairro do Jurunas.

O Castramóvel conta com uma equipe formada por dois veterinários, dois atendentes e um assistente. De acordo com a veterinária Márcia Alves, o principal objetivo da unidade móvel é garantir que o serviço chegue aos bairros de periferia da capital, levando mais saúde pública para a população. São cerca de 16 cirurgias realizadas por dia no espaço, que quando realizadas precocemente, ajudam a prevenir câncer de mama e infecções uterinas nas fêmeas, e tumores venéreos e lesões de próstata nos machos, além de aumentar a expectativa de vida dos animais.

“A castração é um serviço de uma importância muito grande, pois além de permitir o controle populacional também auxilia no controle de zoonoses”, disse a veterinária, frisando que a idade indicada para a castração é a partir dos 4 meses de idade. Exatamente como fez a auxiliar de Serviços Gerais Erica Cardoso Pena, 36 anos, que juntamente com o filho João, de 9 anos, levou os gatos Bartolomeu e Branquinha, ambos com 4 meses, para a castração.

“Temos seis gatos em casa, então não temos mais espaço para colocar outros gatinhos e também não quero deixá-los nas ruas, por isso aproveitei a oportunidade para castrá-los”, afirmou Erica, que, além de Bartolomeu e Branquinha, já havia levado seus outros gatos para a castração e aprovou o serviço. “É um serviço muito bom e que teve muita procura aqui no bairro”, declarou.

Serviço: A cirurgia de castração de cães e gatos também continua sendo realizada no Centro de Controle de Zoonoses de domingo a domingo. O cadastro para a castração dos animais é realizado no CCZ de segunda a sexta, no horário de 8h às 12h e de 14h às 17h, mediante apresentação de documento de identificação, comprovante de residência e renda, já que o serviço é disponível gratuitamente para pessoas com renda abaixo de dois salários mínimos.

PA Belem castracao caes gatos no Guama5

PA Belem castracao caes gatos no Guama2

PA Belem castracao caes gatos no Guama3

PA Belem castracao caes gatos no Guama4

Fonte: Agência Belém (com informações da Coordenadoria de Comunicação Social – COMUS)

Mais notícias

{module [427]}

{module [425]}

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.