Castramóvel irá para Santos Dumont II após temporada no Centro de Convivência Tia Nega, em Três Lagoas, MS

Castramóvel irá para Santos Dumont II após temporada no Centro de Convivência Tia Nega, em Três Lagoas, MS
Castramóvel irá para Santos Dumont II após temporada no Centro de Convivência Tia Nega

A Secretaria Municipal de Saúde (SMS) de Três Lagoas, por meio da Diretoria de Vigilância em Saúde e Saneamento, responsável pelo Centro de Controle de Zoonoses (CCZ), informa à população que o Castramóvel, trailer de atenção à saúde animal, deverá permanecer nas dependências do Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos – SCFV de Idosos “Tia Nega”, no Bairro São Carlos, até dia 07 de dezembro – sexta-feira.

Em seguida, a partir do dia 11, próxima terça-feira, conforme foi divulgado pela Diretoria de Vigilância em Saúde e Saneamento, o Castramóvel será instalado nas dependências da Escola Municipal “Professora Eufrosina Pinto”, no Bairro Santos Dumont II.

A mudança para essa escola da Rede Municipal de Ensino (REME) atende à procura por atendimento desse serviço, voltado para a saúde de cães e gatos dos moradores desse Bairro e adjacências como, Vila Zuque, São João, Guanabara e Jardim Brasília, entre outros.

Além dos procedimentos de castração de cães e gatos machos, a equipe do CCZ, responsável pelo Castramóvel e coordenada pelo médico veterinário Everton Ottoni, vem também orientando os donos de animais de estimação quanto à importância “da posse responsável”, distribuição de vermífugos, quando necessários, e também a aplicação de vacina antirrábica, se o cão ou gato não tiverem sido ainda imunizados em 2018.

Quanto à castração de cães e gatos, “é necessário que o dono do animal faça o pré-agendamento desse procedimento. Isso é importante para que sejam observados os devidos protocolos e o proprietário ou responsável do animal adote determinados cuidados, antes e após os procedimentos cirúrgicos da castração”, orientou Ottoni.

Por Ray Santos

Fonte: Jornal dia a dia

 

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.