Aspaa alerta que crescimento no número de animais de rua em Patos de Minas (MG) pode ficar incontrolável

Após mais de um ano de espera para inauguração do Canil/Gatil, a estrutura pública continua sem utilização. Meses se passaram desde então, mas até agora a prefeitura não conseguiu dar início aos trabalhos. A justificativa da administração municipal para a demora, é de que uma licitação precisa ser realizada para a aquisição dos equipamentos.

LEIA MAIS Aspaa alerta que crescimento no número de animais de rua em Patos de Minas (MG) pode ficar incontrolável

Fiscais impedem chegada de novos animais ao Mercado Central de Belo Horizonte, MG

A decisão da Justiça que proibiu a venda de animais no Mercado Central de Belo Horizonte foi tomada na sexta-feira e divulgada três dias depois, mas o comércio de bichos continuava normalmente ontem nos corredores do centro de compras. Como os comerciantes ainda não foram notificados da liminar obtida pelo Ministério Público de Minas, puderam seguir expondo pássaros, cachorros e coelhos, entre outros animais. 

LEIA MAIS Fiscais impedem chegada de novos animais ao Mercado Central de Belo Horizonte, MG

Número de ações contra tráfico de animais triplica em Minas Gerais

As operações realizadas pela Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável (Semad), neste ano, para coibir o tráfico de animais no estado, resultaram na apreensão de 1.697 espécimes e na aplicação de quase R$ 3,6 milhões em multas. Ao todo, Foram 20 operações realizadas nos dez primeiros meses de 2016. Os números, inclusive, ultrapassam o ano passado inteiro, quando foram feitas sete operações, com apreensão de 964 animais e foram lavrados cerca de R$1,6 milhão em autos de infração.

LEIA MAIS Número de ações contra tráfico de animais triplica em Minas Gerais

Justiça suspende venda de animais no Mercado Central de Belo Horizonte, MG

Uma polêmica antiga em Belo Horizonte pode ter um fim. A Justiça concedeu liminar ao Ministério Público de Minas Gerais (MPMG) para que novos animais não sejam levados para o Mercado Central. Além disso, determinou a retirada planejadas dos bichos que hoje são comercializados no local, que é um dos pontos turísticos da cidade, e a suspensão das vendas. Em caso de descumprimento, os comerciantes estão sujeito a multa de R$ 10 mil.

LEIA MAIS Justiça suspende venda de animais no Mercado Central de Belo Horizonte, MG