O mel

O que é? O mel é uma substância adocicada e viscosa produzida pelas abelhas a partir do néctar de flores ou soluções açucaradas, recolhidos pelas abelhas com a glossa (língua), armazenado na vesícula melífera (papo), digerido pelas enzimas da saliva (invertase, diastase, catalase, alfa-glicosidase, glicose-oxidase, peroxidase, lipase, amilase, fosfatase ácida e inulase), que principalmente transformam a sacarose em monossacarídeos (glicose e frutose) e o amido em maltose.

LEIA MAIS O mel
Dia de matar o porco

Dia de matar o porco

Venho de uma capital onde os pedaços de carne nascem nas bandejas e frangos felizes usam capacetes enquanto correm para as panelas. Aqui, existe o dia de matar o porco. É um evento social durante o qual meninos tornam-se homens e homens certificam-se de que ainda são. Mulheres não comparecem, mas comentam entre si, com um sorrisinho entre orgulhoso e condescendente: ‘eles foram matar o porco’.
LEIA MAIS Dia de matar o porco

Ansiedade de separação

Max, o akita da vizinha, passou a noite chorando. Há semanas uiva ininterruptamente, dia e noite, pois perdeu a mãe e única companhia com quem dividia o espaço diminuto do pátio onde vive. A velhinha da casa ao lado está revoltada: ‘Porque não prendem ele lá atrás pra gente não ouvir esses gemidos?’ Porém, não pretende dizer nada; vive ali há muito tempo e nunca teve problemas com vizinhos. Comento com a veterinária da cidade, ela conhece Max desde que nasceu.
LEIA MAIS Ansiedade de separação

214 deputados formam Frente Parlamentar para destruir Unidades de Conservação da Natureza

O que os deputados Alceu Moreira (PMDB-RS), vice-presidente sul da Frente Parlamentar da Agropecuária, Bernardo Santana de Vasconcellos (PR-MG), relator do projeto que pretendia liberar mineração em unidades de conservação de proteção integral e Jair Bolsonaro (PP-RJ) têm em comum? Além de votarem a favor da mudança do Código Florestal Brasileiro, estes parlamentares participam da mais nova Frente Parlamentar da Câmara dos Deputados, criada para reavaliar a questão fundiária dentro de Unidades de Conservação.
LEIA MAIS 214 deputados formam Frente Parlamentar para destruir Unidades de Conservação da Natureza

Sobre o comércio de animais silvestres

Uma loja de animais em um bairro de classe média-alta, além dos costumeiros cãezinhos, gatinhos e hamsters, comercializa também outros animais como tartarugas, cobras, iguanas, papagaios e outras aves nativas, sagüís e outros animais silvestres. Esta comercialização se reveste de uma atmosfera ecológica, quando o comerciante nos garante que todos os animais ali comercializados estão licenciados no IBAMA e que a loja está fazendo seu papel em defesa da natureza. A argumentação é de que ao comprar da loja, as pessoas deixam de comprar animais de traficantes da vida silvestre, que capturam animais na natureza com índice de mortalidade de 90%. 
LEIA MAIS Sobre o comércio de animais silvestres

Medicina Veterinária e veganismo

Acredito que todos que comecem a cursar medicina veterinária tenham pelo menos simpatia e interesse por animais em geral. Eu pelo menos, decidi pela medicina veterinária muito cedo e o fator emocional foi decisivo. O mínimo que fiz foi recolher um cão com hidrofobia na rua e escondê-lo em casa por alguns dias. Não entendi a gravidade do fato na época, mas o que marcou mais foi o “desaparecimento” de todos os cães que conhecíamos da rua, cães semi-domiciliados, e que foram levados pela antiga corrocinha.Todos aqueles que esperavam a molecada na saída da escola desapareceram.
LEIA MAIS Medicina Veterinária e veganismo
Sustentabilidade para santuários de animais

Sustentabilidade para santuários de animais

Por ocasião do Encontro Nacional de Direitos Animais (ENDA) 2014, foi-me solicitado ministrar palestras de cunho mais prático, sobre temas que pudessem ser de meu domínio. Preparei três apresentações e aceitei, durante o evento, tratar de outros três temas que me foram solicitados pelos participantes.
Um dos temas, porém, considerei de máxima relevância para solucionar uma questão bastante relevante para todo o ativismo animal: a busca pela sustentabilidade para santuários de animais.
LEIA MAIS Sustentabilidade para santuários de animais
Foto: tgraham via Compfight

Saiba os 5 motivos que fazem do zoológico um ambiente de tortura

O fascínio provocado nos humanos pelos animais selvagens não é algo novo. Desde o ano de 1250 a.c. os zoológicos se aproveitam disso, utilizando animais atrás das grades para o entretenimento de milhões de pessoas. Apesar dos zoológicos afirmarem que realizam um importante papel na preservação e na educação, eles são artificiais e inerentemente cruéis. O mal que eles causam é infinitamente maior que o suposto bem.
LEIA MAIS Saiba os 5 motivos que fazem do zoológico um ambiente de tortura
Visita ao matadouro

Visita ao matadouro

Passei alguns de meus últimos anos no interior de São Paulo, fiscalizando fontes de poluição ambiental: usinas de açúcar e álcool, fábricas que processamento de polímeros, fundições etc. Mas nada me pareceu tão poluente e agressivo quanto os curtumes e abatedouros de animais. Estas atividades são, é claro, extremamente poluentes, mas pretendo falar sobre este assunto em outra ocasião. Gostaria de reservar este momento para falar sobre uma outra forma de violência, aquela que presenciei nos matadouros e abatedouros de animais.

LEIA MAIS Visita ao matadouro