Catioro Food: primeiro hot-dog totalmente vegano do país é de Brasília, DF

Catioro Food: primeiro hot-dog totalmente vegano do país é de Brasília, DF

No Catioro Food, apesar do nome, só se vê “catioros” se estiverem vivos. E vacas, frangos ou outro animal. Bichinhos, nunca no prato. O Catioro é o primeiro dogão de rua 100% vegano do país, garante Flaviano Cardoso, proprietário do carrinho de cachorro-quente, que fica logo ali, na 208 Norte.

Flaviano pesquisou, pesquisou e não encontrou nada similar no país. A ideia dele é bem simples: desmontar a ideia de que comida vegana é só alface, e cara. Para isso, o principal ataque é o preço do hot-dog (R$ 10) e os ingredientes, nada parecidos com o que se come na salada. Tem catupiry, bacon, batata palha…

Queijos aqui, sempre à base de algum vegetal. O catupiry de mandioca é mais saboroso do que o catupiry de queijo. Vale Provar
Queijos aqui, sempre à base de algum vegetal. O catupiry de mandioca é mais saboroso do que o catupiry de queijo. Vale Provar
Cheddar vegano à base de cenoura. Mesma textura, mas sabor um pouco menos salgado
Cheddar vegano à base de cenoura. Mesma textura, mas sabor um pouco menos salgado

Não, não é soja

O cardápio do Catioro não é muito extenso, mas consegue ser bem versátil. São apenas quatro opções: todas veganas. Um dogão clássico, na chapa ou ao molho; um de estrogonofe de couve-flor, um caipira, com direito a vinagrete, e um com carne de jaca. A cereja do bolo: cada um por R$ 10.

Não é nada fitness. Tem direito a batata palha bem crocante, muito milho, maionese, salsichão, molho de tomate, queijo, catupiry, cheddar e até bacon. Surpreendente, no mínimo.

As “carnes” do cardápio são o seitan (um tipo de fibra de glúten com textura muito similar ao lagarto bovino), a carne de jaca (não é doce e é idêntica ao frango desfiado) e a salsicha de soja (sabor clássico da soja, um bom começo para os assutados).

“Eu só espero ser normal. É comida, é gostoso, é acessível. Quero que as pessoas cheguem aqui e peçam seu cachorro-quente sem sentir espanto pelo fato de ser vegano.”Flaviano Cardoso, proprietário

Flaviano Cardoso é vegano há 10 anos
Flaviano Cardoso é vegano há 10 anos

Inclusivo e acolhedor

Flaviano Cardos conta que o público é bem diversificado. “Tem muitas pessoas que conhecem, gostam, e trazem toda a família para conhecer. É inclusivo e acolhedor, porque é comida normal, com sabor bem gostoso”.

A ideia de comida sem ingredientes de origem animal vem ganhando bastante espaço nos últimos anos. Personalidades como Bela Gil mostram um tipo de alimentação alternativa, mas que já existe há muitos anos. O Catioro é um espaço curioso da cidade que pode democratizar novas (e igualmente deliciosas) formas de se alimentar.

Catioro Food
Estacionamento do comércio da 208 Norte. Segunda a domingo, das 18h à 0h. No Facebook e Instagram.

Na chapa, a carne de jaca é esquentada e dourada. A textura fica idêntica
Na chapa, a carne de jaca é esquentada e dourada. A textura fica idêntica
Da esquerda para direita: Catioro tradicional na chapa, Catioro caipira e Catioro jacando
Da esquerda para direita: Catioro tradicional na chapa, Catioro caipira e Catioro jacando
O veicon, bacon feito de soja, tem textura tão crocante quanto o original
O veicon, bacon feito de soja, tem textura tão crocante quanto o original
Cada hot dog custa R$ 10
Cada hot dog custa R$ 10
O Catioro caipira com, com seitan, cheddar e muito vinagrete
O Catioro caipira com, com seitan, cheddar e muito vinagrete
Flaviano Cardoso, proprietário do dogão, era vegano muito antes de Bela Gil ficar famosa ou de se ouvir falar de óleo de coco
Flaviano Cardoso, proprietário do dogão, era vegano muito antes de Bela Gil ficar famosa ou de se ouvir falar de óleo de coco

Por Laura Quariguazy

Fonte: Metrópoles

Os comentários abaixo não expressam a opinião do Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.