Cavaleiro suíço dos saltos no hipismo é suspenso por crueldade contra animais

Cavaleiro suíço dos saltos no hipismo é suspenso por crueldade contra animais
Reprodução: www.nau.ch/sport

A Federação Equestre Suíça solicitou uma suspensão provisória contra o saltador olímpico Paul Estermann, depois que ele foi considerado culpado de crueldade animal. Processos judiciais foram instaurados contra Estermann, que competiu nas Olimpíadas de Londres 2012 em eventos por equipes e individuais.

Em 2017 surgiram denúncias em relação a crueldade contra os cavalos Castlefield Eclipse e Lord Pepsi, conforme relatado por The Horse and Hound. Estermann havia inscrito Castlefield Eclipse em Londres 2012, onde fez parte da seleção suíça que terminou em quarto lugar no evento por equipes, antes de terminar em 17º no individual.

Estermann e Castlefield Eclipse competiram juntos nos Campeonatos Europeus de 2013 e 2015, bem como nos Jogos Equestres Mundiais de 2014. O suíço competiu com Lord Pepsi nas finais da Copa do Mundo de 2018 e no Campeonato Europeu de 2019.

A investigação sobre as alegações de crueldade animal contra Estermann começaram em março de 2017, levando Esterman a se retirar do Campeonato Europeu daquele ano. Ele voltou ao cenário internacional enquanto a investigação estava em andamento competindo no Campeonato Europeu de 2019, onde montou Lord Pepsi.

Em novembro de 2019, foi relatado que Estermann havia sido considerado culpado de violar a Lei de Bem-Estar Animal por um tribunal suíço, uma decisão apelada por Estermann, que posteriormente anunciou que não iria mais competir por seu país com efeito imediato.

Quando o Tribunal Cantonal em Lucerna ouviu seu recurso em janeiro de 2021, eles consideraram Estermann culpado de várias acusações de “crueldade animal deliberada” contra Castlefield Eclipse em abril de 2016 e contra Lord Pepsi em 2015, embora ele tenha sido inocentado de dois incidentes envolvendo Lord Pepsi entre 2014 e 2017.

O caso foi levado ao Supremo Tribunal Federal Suíço e, em março de 2022, o recurso de Estermann foi “admitido parcialmente”, o que significa que a decisão anterior do Tribunal Cantonal foi considerada improcedente. Estermann foi novamente considerado culpado pelo Tribunal em dezembro de 2022, com o período de apelação para a sentença revisada expirando em 13 de janeiro de 2023.

A Federação Equestre Suíça disse que agora declarou a condenação de Estermann como “final” e apresentou um recurso de suspensão provisória contra ele com urgência. Uma decisão sobre se Estermann receberá uma suspensão provisória é esperada nas próximas semanas.
.
APOIE O SURTO OLÍMPICO EM PARIS 2024

Sabia que você pode ajudar a enviar duas correspondentes do Surto Olímpico para cobrir os Jogos Olímpicos de Paris 2024? Faça um pix para surtoolimpico@gmail.com e nos ajude a levar as jornalistas Natália Oliveira e Laura Leme para cobrir os Jogos in loco!

Composto por cinco editores e sete colaboradores, o Surto Olímpico trabalha desde 2011 para ser uma referência ao público dos esportes olímpicos, não apenas no Brasil, mas em todo o mundo.

Apoie nosso trabalho! Contribua para a cobertura jornalística esportiva independente!

Por Paulo César Guimarães

Fonte: Surto Olímpico

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.