Cavalo é flagrado quebrando cano para beber água em bairro de Luzimangues, Porto Nacional (TO); veja vídeo

Cavalo é flagrado quebrando cano para beber água em bairro de Luzimangues, Porto Nacional (TO); veja vídeo
Cavalos quebram cano para beber água.(Foto: Reprodução/TV Anhanguera)

Cavalos soltos em um bairro de Luzimangues, distrito de Porto Nacional, estão gerando problemas para população da região. Além do risco de acidentes no trânsito, os animais também quebram os canos das casas para beber água. A TV Anhanguera esteve no local e flagrou um deles quebrando uma torneira.

Vídeo: Cavalos quebram canos de bairro em Luzimangues para tomar água.

Segundo os moradores, são mais de 10 cavalos que estão há cerca de quatro anos circulando pelo local. A população reclama do desperdício e prejuízos para consertar os canos quebrados.

“Pode ocasionar falta de água para a gente porque da maneira que eles quebram, a água fica derramando até que uma pessoa ou outra tente arrumar. A gente não sabe quem é o dono dos cavalos. Há relatos de vizinhos que tem mais de quatro anos que isso está acontecendo”, conta o atendente William Colorado.

Em outra quadra é possível ver grande quantidade de água no chão que vazou de um cano, que o Colorado arrumou de manhã. “Se você ficar parado aqui ao longo do dia, eles vão acabar voltando para cá, quebrando de novo, alguém tem que vir arrumar de novo”, afirma.

Além dos cavalos, os cães de rua também estão incomodando os moradores. O aposentado Isaías Severino, morador do Jardim Bela Vista, há mais de 20 anos sente na pele as consequências dos estragos que esses animais fazem. “Os cachorros ficam rasgando o lixo. Eu não tenho idade para estar catando papel. Os cavalos ficam quebrando as torneiras.”

“Fica aquela cachoreira [sic] aqui. Quando tem lixo, rasgam, trazem para a porta. De manhã, quando tem o pãozinho, a clientela vem, fica aquela cachorrada. Correm atrás de moto, termina provocando acidente”, reclama o comerciante Barbosa Alves. Ele diz que o problema fica pior à noite. “Tem um espetinho aqui, aí eles ficam na mesa aperreando o pessoal que está ali comendo, lanchando. O cliente reclama e muitas vez não volta.”

A Secretaria de Saúde de Porto Nacional informou que os moradores podem entrar em contato pelo telefone (63) 3363-7333 e denunciar ao Centro de Controle de Zoonoses os animais soltos e que estejam com doenças para que sejam capturados. Porém, os moradores cobram uma resposta mais imediata.

“Primeiramente é tirar os cavalos porque eles estão sendo criados nos lotes dos outros. Ou aparece os donos ou procura um destino para esses cavalos até porque podem causar acidentes aqui”, opina Colorado.

Fonte: G1


Nota do Olhar Animal: Que lamentável esta “população” que nesta situação vê o cano quebrado e o transtorno que isso causa, mas não vê a sede do cavalo e a irresponsabilidade do seu tutor. O egoísmo é repugnante.

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.