Cavalo é resgatado em pele e osso, com anemia, tumor cervical e preso em córrego com esgoto

Cavalo é resgatado em pele e osso, com anemia, tumor cervical e preso em córrego com esgoto

Nesta segunda (13), investigadores da Delegacia do Meio Ambiente, em parceria com a equipe do Bem Estar Animal da prefeitura de Osasco, conseguiram resgatar um cavalo de maus-tratos na rua Veneza, no Jardim São Vitor.

De acordo com avaliação da médica veterinária Laura dos Santos, o animal está muito magro, em pele e osso, com anemia, um tumor na região cervical e tem diversas escoriações pelo corpo.

Registros dos policiais civis, Humberto e Francisco, comandados pelo chefe Arsênio, sob orientação do delegado titular Paulo Sérgio Maluf Barroso, comprovam as precárias condições em que o cavalo era mantido.

No terreno onde ele costumava ficar não havia sequer uma vasilha de água e a temperatura em Osasco, ontem, chegou a 37°C. Na baia de comida só havia sabugos velhos de milho seco.

Quando chegaram ao local, eles não encontraram o animal neste terreno. Em busca no entorno, localizaram o bicho amarrado em uma árvore, dentro de um córrego por onde passa água de esgoto.

O dono, Yago Celestino de Jesus, foi localizado e disse apenas que o cavalo tinha fugido. Ele foi indiciado por infração penal prevista no artigo 32, “caput” da Lei 9.605/98.

Funcionários do Bem Estar Animal levaram o cavalo para um abrigo da prefeitura destinado a animais de grande porte, onde ele será tratado.

Por Maranhão Gomes

Fonte: Diário da Região