Cavalo em situação de maus-tratos é resgatado em Arraial do Cabo, RJ

Cavalo em situação de maus-tratos é resgatado em Arraial do Cabo, RJ
O animal foi reanimado e levantado com auxílio de cordas e um mourão de madeira. Vários machucados foram encontrados pelo corpo dele. Foto: Divulgação / ASCOM

Um cavalo, vítima de maus-tratos, foi resgatado nesta quinta-feira (23), em Arraial do Cabo. O animal, que estava abandonado em uma área de mata próxima a um condomínio da Praça da Canoa, foi recolhido por uma força-tarefa composta pela Secretaria do Ambiente e Saneamento, GOPAM, Defesa Civil e a equipe da Cavalaria do município.

Chegando ao local, a equipe, composta por 13 pessoas, identificou o cavalo caído em uma vala de difícil acesso. Segundo informações, o animal estava bastante debilitado e não conseguia se levantar. Após o resgate, foram realizados os primeiros socorros com soro e um sombreiro para protegê-lo do sol e calor.

Após algumas horas, o animal foi reanimado e levantado com auxílio de cordas e um mourão de madeira. Posteriormente, com ajuda de força física, ele foi transportado para próximo a pista, onde foram constatados muitos machucados por todo o corpo devido à situação de maus-tratos.

Em seguida, o cavalo foi encaminhado para a equipe da Cavalaria e permanece sobre cuidados. O dono ainda não foi identificado.

Atualmente, uma farta legislação os protege a nível internacional, federal e municipal. Entre elas está a Lei Federal 9.605/98, conhecida como Lei dos Crimes Ambientais.

O objeto é proteger cães, gatos e outros animais silvestres de vários tipos de abuso e violência. Nos últimos anos, o aumento de casos tem sido tão grande, que uma nova lei foi sancionada em setembro de 2020. Com a mudança, a prática de abuso e maus tratos a animais implicará em pena de reclusão de dois a cinco anos, além de multa e a proibição de guarda.

Além das leis, existe um estatuto que orienta todos os indivíduos sobre os direitos dos animais. Neste contexto, todo animal tem o direito de ter a sua existência respeitada e deve receber tratamento digno e essencial para uma sadia qualidade de vida. E cabe a nós zelar, cuidar e respeitar a todos eles. A população pode denunciar os crimes ambientais pelo número 22 99936-1255

Por Renata Cristiane

Fonte: O Dia

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.