Cavalos vítimas de maus-tratos são resgatados pela Polícia Civil em Toledo, PR

Cavalos vítimas de maus-tratos são resgatados pela Polícia Civil em Toledo, PR
Os animais foram encontrados com ferimentos graves, desnutridos e bastante debilitados. (Foto: Divulgação)

Mais uma ocorrência de maus-tratos foi registrada na 20ª Subdivisão Policial (SDP) em Toledo neste ano. Após uma denúncia anônima, cinco cavalos foram retirados do tutor, mas dois não resistiram e morreram. O fato ocorreu em uma área rural no distrito de Dez de Maio. Segundo a Polícia Civil, os animais foram encontrados com ferimentos graves, desnutridos e bastante debilitados.

A investigadora da PC Rosangela Zanetti explica que a denúncia foi formalizada na quinta-feira (16). Na propriedade rural, havia oito cavalos, destes cinco estavam em situação de maus-tratos. “Porém, a tutora relatou que os cinco eram de outra pessoa que residia em Toledo e deixou temporariamente sob seus cuidados alegando que levava alimentos. Fomos até o endereço e localizamos o suposto proprietário dos animais que negou o descuido”.

A investigadora conta que um dos cavalos estava bem machucado, com ferimentos e andava mancando. “O animal foi levado até o hospital veterinário para internamento, mas pelas condições com autorização do dono precisou ser sacrificado”.

O outro cavalo que apresentava lesões próximo ao pescoço e desnutrição morreu ainda na propriedade rural. “Os outros três animais estão tutelados com uma protetora”.  Conforme a investigadora, o tutor negou os maus-tratos e disse que os animais eram apenas usados para cavalgada.

Conforme a presidente do Conselho Municipal de Proteção e Defesa dos Direitos dos Animais (CMPDA) Maria Cecília de Lima, logo após a denúncia já buscaram apoio. “Procuramos a polícia para fazer a ocorrência e tentar tomar algum tipo de providência. Levamos os animais para que eles recebessem os cuidados necessários. Os três foram encaminhados para tratamento e lar temporário”.

É crime

Os casos de maus-tratos de animais estão cada vez mais comuns. Segundo a Polícia Civil, são em média de quatro a cinco denúncias por dia, a maioria de cachorro e cavalos. Nesse caso relatado, o proprietário dos animais responderá pelo crime de maus-tratos a animais previsto na Lei nº 9.605 que prevê, em seu artigo 32, que “praticar ato de abuso, maus-tratos, ferir ou mutilar animais silvestres, domésticos ou domesticados, nativos ou exóticos”. A pena quem for punido por esse crime é de até um ano de detenção e pagamento de multa.

Fonte: Jornal do Oeste

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.