CCZ de Lençóis Paulista (SP) iniciará implantação de chips em animais abandonados

O Centro de Controle de Zoonoses, vinculado a Diretoria de Saúde de Lençóis Paulista, já recebeu os chips que serão implantados em cães e gatos de rua da cidade. O recurso vem ajudar no controle populacional das espécies e incentivar a tutela responsável. A estimativa é que a implantação tenha início nos próximos quinze dias.

Os animais serão recolhidos e castrados antes de terem o chip implantado. A castração, especificamente, será realizada em duas frentes de trabalho: no Canil Municipal (machos) e pela Associação Protetora Amigos dos Animais de Lençóis Paulista (fêmeas). No momento da aplicação será feito um cadastro para cada animal, cujos dados poderão ser acessados posteriormente através de um leitor.

“(A iniciativa) é bem importante pra gente realmente conseguir fazer com que esses animais de rua não se reproduzam”, afirma o veterinário Igor Godoi Morales, do Centro de Zoonoses. “Nós vamos tentar fazer esse trabalho, castrar o maior número de animais”, completa.

O chip será colocado no dorso (lado direito) de cães e gatos. O implante é subcutâneo. O dispositivo já vem na agulha e conta com um aplicador, semelhante a uma seringa, que empurra o chip para debaixo da pele.

Em entrevista concedida à Central de Jornalismo Tribuna (CJT) no mês de junho, quando a novidade foi anunciada, o diretor de Saúde Márcio Canepelle Santarém ressaltou que a medida estava no protocolo da diretoria há algum tempo e também era um pedido da Associação Protetora dos Animais e da Câmara Municipal. Atualmente, Lençóis Paulista conta com uma população aproximada de 18 mil cães e gatos.

Fonte: Tribuna Site

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.