CCZ vacinou 21% dos animais domésticos contra raiva em Campo Grande, MS

CCZ vacinou 21% dos animais domésticos contra raiva em Campo Grande, MS

Com a campanha de Vacinação Contra a Raiva desde julho deste ano, o CCZ (Centro de Controle e Zoonoses) já vacinou até terça-feira (27) 49 mil animais entre cães e gatos, o que representa 21% da população de animais de Campo Grande. E para ajudar na conscientizarão contra a raiva ontem foi comemorado o Dia Mundial de Combate à Raiva na praça Ary Coelho – região central da cidade– que tem como principal objetivo alertar a população sobre a prevenção da doença.

No evento foram vacinados 125 caninos e 43 felinos. A coordenadora do CCZ, Sílvia Barbosa do Carmo, 50, afirma que neste ano foram encontrados em Campo Grande dez morcegos que estavam com o vírus da raiva. O número preocupa. “Por isso que devemos ficar sempre alerta, a doença não tem cura, mas pode ser evitada. Hoje só não vacina seus bichinhos de estimação que não quer”, afirma. “Essa campanha não tem metas em vacinação, mas sim alertar a todos”, completou.

O último caso registrado de raiva humana em Campo Grande foi em 1968, e animal em 2011. Conforme os dados do CCZ, em Campo Grande existem 162 mil cães e desses 129 mil já receberam a vacina. A população de gatos é de 44 mil e 35 mil já foram imunizados. A vacina deve ser aplicada uma vez por ano. Equipes do CCZ vão de casa em casa para aplicar a vacina nos animais domésticos e os trabalhos se encerram em dezembro. A dona de casa Cleone Lima Moaraes, 52, levou os seus três cãezinhos para vacinar. “Eu dou a vacina todo ano, não deixo de cuidar deles. Eu moro no José Antônio, quando vi que estava tendo esta campanha vim depressa para vaciná-los”, afirmou. Além da vacinação, o evento também realizou uma feira de adoção de cães e gatos.

Fonte: O Estado

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.