Cem gatos são encontrados mortos na casa de um aposentado na França

Cem gatos são encontrados mortos na casa de um aposentado na França
Um dos gatos resgatados pela fundação La tribu du Fourmilier, da França — Foto: Reprodução/ La tribu du Fourmilier

Associações de proteção aos animais encontraram no domingo (5) cem gatos mortos na casa de um aposentado no sudeste da França, além de outros vinte animais com a saúde debilitada, informou um desses grupos.

Os gatos, que estavam em sua maioria dentro de caixas de plástico ou de madeira fechadas, foram encontrados após a hospitalização deste homem de 81 anos em Nice, segundo o jornal local “Nice-Matin”.

A sobrinha do aposentado pediu a ajuda das associações após descobrir os animais. No total, foram encontrados cem gatos mortos dentro e fora da casa, assim como esquilos, ratos e uma mandíbula de cachorro.

“A maioria dos gatos estava morta quando foi colocada nessas caixas, mas acreditamos que ao menos dois podem ter sido enterrados vivos”, disse Philippe Desjacques, presidente de La Tribu du Fourmilier.

O cadáver de um gato parcialmente devorado por outros felinos foi encontrado no sofá. Outros vinte ainda com vida, mas debilitados, foram resgatados e entregues a veterinários ou voluntários.

“Infelizmente, vemos histórias como essa todos os anos”, afirmou Desjacques, acrescentando que as organizações analisam denunciar o homem por maus-tratos ou negligência.

Segundo o líder da associação, o aposentado sofre da síndrome de Noé, um transtorno mental que consiste em pegar mais animais de que se pode cuidar, e da síndrome de Diógenes (acumulação compulsiva de objetos).

A Justiça francesa abriu uma investigação por atos de crueldade contra os animais, afirmou o promotor de Nice, Xavier Bonhomme.

Fonte: Por France Presse via G1

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.