Centenas de animais se perdem dos tutores após incêndios nos EUA

Cachorros, gatos, cabras, pássaros, cavalos. Centenas de animais se perderam dos donos, que se deslocaram durante incêndios que devastam o Norte da Califórnia, nos Estados Unidos. Um grupo criado no Facebook publica diariamente fotos e avisos de desaparecimentos dos bichinhos, na intenção de reuni-los novamente com seus tutores.

O Incêndio Kincade provocou apagões sem precedentes na região e forçou ao menos 200 mil pessoas a fugir de suas casas, muitas vezes sem aviso prévio. Na correria, muitos proprietários acabaram deixando para trás os animais.

Ao The Wahsington Post, o co-criador do perfil Kincade Fire Pet Rescue and Reunification, Tai Bruce, disse que faz diariamente um um esforço popular, com a ajuda de voluntários, para compilar os avisos sobre pets perdidos ou achados.

Bruce é ex-oficial da reserva de San Francisco e mora no Oregon. A iniciativa começou durante o Incêndio Valley, que causou grande destruição na na região em 2015. Eles duplicaram esforços nos incêndios florestais que assolaram o estado nos anos seguintes, em 2017 e 2018. “Todo ano há algum tipo de incêndio, inundação ou outros desastres no Norte da Califórnia. É o que continua nos alimentando”, disse.

A ideia é centralizar os pedidos de ajuda dos donos, que ficam em desespero por notícias dos animais e não têm ideia de onde buscá-los. “Abrigos locais, clínicas e consultórios veterinários são um bom lugar para começar a buscar. Mas, muitas vezes, os donos de animais afetados pelas ordens repentinas de evacuação possuem poucas informações de identificação para seus animais, além de um nome, local e fotos no telefone”, explica.

Os voluntários reúnem o maior número de informações possível para cruzar os dados de bichos e tutores. Quando as linhas de evacuação são levantadas pelas autoridades, que forçam as pessoas a se deslocaram rapidamente, eles redobram os esforços, às vezes trabalhando por mais de 18h por dia, para permitir o emocionado reencontro. “Eles choram com os proprietários, é emocionante”

O Kincade avança com velocidade e já devastou 30.519 hectares, ou 305 km², duas vezes e meia a área da cidade de San Francisco, no condado de Sonoma, ao norte dessa cidade e onde as chamas estão contidas em 15%, segundo um boletim das autoridades. No entanto, já se tornou o maior incêndio do ano na área. As autoridades acreditam que o fogo deve continuar a avançar por conta dos ventos fortes registrados na região nesta época do ano.

Um grupo criado no Facebook publica diariamente fotos e avisos de desaparecimentos dos bichinhos, na intenção de reuni-los novamente com seus tutores. – Foto: Pet Rescue Reunification/Facebook
O Incêndio Kincade provocou apagões sem precedentes na região e forçou ao menos 200 mil pessoas a fugir de suas casas, muitas vezes sem aviso prévio. – Foto: Pet Rescue Reunification/Facebook
Na correria, muitos tutores acabaram deixando para trás os animais. – Foto: Pet Rescue Reunification/Facebook
Muitas vezes, os tutores de animais afetados pelas ordens repentinas de evacuação possuem poucas informações de identificação para seus animais, além de um nome, local e fotos no telefone. – Foto: Pet Rescue Reunification/Facebook
Cavalo abandonado: voluntários buscam tutores que foram forçados a deixar casas. – Foto: Pet Rescue Reunification/Facebook
Trabalho é extenuante. – Foto: Pet Rescue Reunification/Facebook

Por Jacqueline Saraiva

Fonte: Metrópoles

Os comentários abaixo não expressam a opinião do Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.