Centenas de pessoas passaram pela cachorra mãe abandonada na estação do metrô

Centenas de pessoas passaram pela cachorra mãe abandonada na estação do metrô

Por Christian Cotroneo / Tradução de Alice Wehrle Gomide

Para uma cachorra que esteve confinada durante a maior parte de sua vida, estar amarrada em uma plataforma do metrô de Nova York, nos EUA, durante a hora do rush, deve ter sido nada menos que aterrorizante.

EUA NovaYork cachorra abandonada metro

Centenas de pessoas andaram rapidamente para pegar os metrôs no Brooklyn’s Atlantic Terminal, nem se importando em parar para o cão amarrado ao corrimão. Ela ainda estava usando sua coleira. E havia um saco de lixo no chão, a ideia de alguém sobre uma cama.

“Determinou-se que ela tinha estado lá por pelo menos uma hora e ninguém tinha chamado a polícia ou o controle de animais”, Marisa Grimshaw do grupo de resgate Mr. Bones & Co, conta ao The Dodo. “Então podemos imaginar quantas pessoas passaram por ela – e tenho certeza que não pensaram que era normal, mas também não se sentiram compelidos para parar e ajudá-la”.

EUA NovaYork cachorra abandonada metro2

Mas alguém a viu através da multidão de transeuntes. E encontrou um coração desesperadamente necessitado.

Apesar de estar a caminho do seu trabalho, quando Sarah Borok viu a cachorra, ela se recusou a sair de seu lado.

EUA NovaYork cachorra abandonada metro3

Borok chamou a polícia, que rapidamente foi ao local e entrou em contato com o departamento de controle animal.

A cachorra foi levada para um abrigo animal público no Brooklyn. Os funcionários de lá lhe deram um nome: Betsey.

EUA NovaYork cachorra abandonada metro4

“Betsey era retraída e tímida”, Grimshaw observa. “Mas a equipe do abrigo não tinha nenhuma preocupação em relação ao seu comportamento. Ela abanou sua cauda. Deixou outros cães a cheirarem”.

E ela não se esqueceu da primeira amiga que fez em New York.

EUA NovaYork cachorra abandonada metro5

“Betsey estava muito feliz em vê-la novamente no dia seguinte no abrigo, e definitivamente se lembrou dela”, Grimshaw diz, contando sobre a visita de Borok ao abrigo.

E esta cachorra precisava de todos os amigos que conseguisse. Grimshaw a chamou de “mamãe abandonada” – uma cachorra usada para reproduzir incansavelmente antes de ser descartada.

“Não temos ideia de onde os filhotes estão”, Grimshaw conta. “Mas não temos dúvida que era para isso que ela estava sendo usada e esses filhotes provavelmente estão sendo vendidos”.

EUA NovaYork cachorra abandonada metro6

Com somente dois anos de idade, Betsey parece ter tido várias ninhadas. E seu antigo dono a recompensou com um bilhete somente de ida para uma estação de metrô cheia de gente.

“Ela tem feridas de pressão em todas as suas articulações”, Grimshaw explica. “Suas patas estão manchadas como se ela estivesse vivendo na sujeira. Suas unhas estão tão compridas, que fica desconfortável para ela andar no concreto”.

E há manchas misteriosas em seu pelo “que não conseguimos realmente dizer se é sujeira ou piche, mas estão incorporadas em seu pelo, como se estivesse lá por anos”.

EUA NovaYork cachorra abandonada metro7

Apesar de estar no meio de um monte de resgates, o Mr. Bones – assim como Borok – não hesitaram em ajudar Betsey. O grupo a retirou do abrigo e encontrou um lar temporário emergencial para ela.

Mas foi Borok que quis passar a primeira noite com Betsey antes de ela ir para seu lar temporário.

EUA NovaYork cachorra abandonada metro8

No dia seguinte, Betsey se mudou para seu lar temporário. Mas ela ainda está procurando por um amigo que estará com ela pelo resto de sua vida: um amigo para sempre.

Esse amigo terá que entender que Betsey é nova nesse assunto de ser um cão – alguém, Grimshaw diz, que entenda que “ela teve poucas experiências em sua vida e esteja disposto a ir devagar com ela”.

EUA NovaYork cachorra abandonada metro9

Neste momento, Betsey não sabe como passear com uma guia. Ela até está confusa com os brinquedos e petiscos – “Ela realmente não sabia o que eram essas coisas”, Grimshaw diz.

Mas ela já aprendeu a coisa mais importante no mundo: o valor de um amigo.

“Ela é extremamente doce”, Grimshaw diz. “Ela deixa que todo mundo lhe faça carinho e ela está sempre procurando por carinho de alguém. Ela se ilumina quando vê outro cão e abana sua cauda”.

EUA NovaYork cachorra abandonada metro10

Se você quiser ajudar Betsey, considere fazer uma doação para seus cuidados médicos. Ela ainda tem uma longa jornada pela frente, incluindo cirurgia para remover um tumor de seu olho. E, se você mora em Nova York, Nova Jersey, Connecticut, Pensilvânia ou Rhode Island, considere adotá-la. Você pode preencher um formulário de adoção aqui.

Fonte: The Dodo

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.