Centro de Controle de Zoonoses intensifica castrações de cães e gatos em Osasco, SP

Centro de Controle de Zoonoses intensifica castrações de cães e gatos em Osasco, SP

SP osasco city homeless cat 20d-000926-x

A guarda responsável de animais é um dos principais objetivos do Centro de Controle de Zoonoses (CCZ) de Osasco, localizado no Parque Industrial Mazzei. Ao reabrir o centro cirúrgico que realiza castração de cães de gatos, na terça-feira (27), o centro pretende evitar a superpopulação e o abandono desses animais.

Para prestar um serviço ainda melhor, após reformas e melhorias, o espaço agora conta com ambulatório, sala de pós e pré-operatório, além de área para preparação e cirurgia.A previsão é de que sejam realizadas cerca de 300 castrações de cães e gatos por mês nas novas instalações.

O diretor do Departamento de Vigilância em Saúde de Osasco, Fábio de Souza, que coordena o CCZ, explica que os donos dos animais que residam na cidade de Osasco podem realizar o cadastro junto a CCZ nos telefones 3686-0135 e 3696-9390, de segunda à sexta-feira, das 8h às 17h, para solicitar o procedimento cirúrgico. Conforme a disponibilidade os funcionários do CCZ entram em contato para marcar a data do procedimento.

Cerca de novecentas pessoas já cadastraram seus animais para o procedimento cirúrgico gratuito. “A maior parte dos donos não possui condições financeiras para pagar esse tipo de cirurgia” diz a moradora do Jardim Aliança, Silma Silva Oliveira. Ela conta que o serviço funciona e garante a qualidade, “duas cachorras e dez gatos meus já foram castrados aqui no Centro de Zoonoses. Não há muito tempo de espera após o cadastro”.

Para garantir que cães e gatos estejam em condições adequadas de alojamento, alimentação, saúde, higiene e bem-estar, o agentes do Centro realizam visitas aos domicílios, muitas vezes, antes e depois da cirurgia dos animais.

Para os próximos meses a Prefeitura de Osasco, por meio do Centro de Controle de Zoonoses, pretende firmar uma parceria com clínicas particulares da cidade, para que os estabelecimentos também realizem o procedimento de forma gratuita, sendo subsidiado pelo poder público. O inciativa, que será única na região, aumentará o atendimento em cerca de 500 castrações por mês.

O procedimento, feito sob anestesia geral, é indolor e rápido. O dono pode levar o animal para casa assim que o efeito da anestesia passar. Em menos de uma semana o animal estará totalmente recuperado. A castração pode ser feita a partir dos 2 meses de idade. Para as fêmeas é recomendado castrar antes do primeiro cio.

Fonte: Correio Paulista

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.