Centro de Pesquisa e Triagem de Animais Selvagens deverá ser entregue em outubro

O Centro de Pesquisas e Triagem de Animais Selvagens (CePTAS), que vem sendo construído no parque municipal Cotiá-Pará, em Cubatão, SP, deverá ser entregue até 30 de outubro. A garantia foi dada pela Perfecta, empresa responsável pelas obras, durante a primeira visita técnica feita ao local por representantes da Prefeitura e Universidade Monte Serrat (Unimonte), que custeia o projeto.

A construção do CePTAS atende a solicitações de promotores ambientais, Grupo de Atuação Especial do Meio Ambiente (Gaema), Polícia Florestal e demais entidades ligadas à recuperação de animais silvestres e sua reintrodução à natureza.

O equipamento ocupará uma área de 1.400 metros quadrados, abrigando, nos 700 metros quadrados de área construída, nove recintos para abrigos de animais; centro de triagem, laboratórios, ambulatórios e um biotério, espaço para tratamento de espécimes feridas, autópsias e demais procedimentos técnicos.

Segundo o vice-reitor da Unimonte, Adalto Correa, que coordenou a visita, 75% das obras já foram concluídas. Os serviços concentram-se atualmente, no prédio que abrigará setores administrativos, laboratórios e espaço de recepção.

Pesquisas

Durante a visita técnica foi apresentado também o projeto de um centro de pesquisas que funcionará em área de cerca de 50 mil metros quadrados, próxima do Cetas, e cuja implantação será custeada pela Elog, empresa a qual estão ligadas a Ecovias e o Ecopátio.

Diferente do CePTAS, o centro de pesquisas será voltado para mais setores da área ambiental (mangue, flora, ente outros) e terá a participação de maior número de entidades administradoras. A área a ele destinada será dividida em 12 lotes, de 900 metros quadrados cada. Cada terreno será cedido a uma entidade, voltada para uma específica área de pesquisa.

Público

Segundo o secretário municipal do Meio Ambiente, Pedro Hildebrando da Silva, paralelamente à implantação dos centros de pesquisas, a Prefeitura dará continuidade aos serviços destinados à reabertura do parque Cotia Pará, para visitação pública, o que deverá ocorrer em janeiro de 2015.

O parque terá novo playground, quiosques e um Museu da Água. Haverá ainda a reabertura pública do Núcleo de Estudos Ambientais-NEA; espaço para animais domesticados e reativação do lago, onde poderá ser implantado um serviço de pedalinhos para lazer da população.

Fonte: A Tribuna

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.