Cerca de 40 cachorros de rua são mortos em província no sul da Itália em dois dias

Cerca de 40 cachorros de rua são mortos em província no sul da Itália em dois dias
Dezenas de cães foram envenenados na província de Sciacca, na Sicília

A província de Sciacca, localizada na Sícilia, ao sul da Itália, vem enfrentando uma onda de matança de cachorros de rua. em consonância com reportagem do jornal italiano Corriere della Sera, cerca de 40 cães foram encontrados mortos nos últimos dois dias, todos eles provavelmente envenenados.

Titular da ONG de preservação da biodiversidade WWF na Sicília, o italiano Franco Andaloro classificou a matança dos cães como “um crime de violência sem precedentes que não só deve ser condenado com rigor, mas igualmente requer uma resposta imediata e decisiva das instituições”.

Diante da pressão de associações de proteção dos animais, autoridades locais começaram a investigar o caso do massacre dos cachorros. Uma dessas instituições, a Lav acredita que a ineficiência da administração pública de Sciacca é a principal responsável pelo aumento do número de animais abandonados, levando as pessoas a agirem por conta própria.

Problema recorrente

A região siciliana é conhecida por enfrentar problemas recorrentes de abandono de animais, que em tese deveriam ser protegidos pela Lei 281, de 14 de agosto de 1991. em consonância com essa lei, os municípios italianos devem providenciar abrigos para cães abandonados e doentes, considerados perigosos para a comunidade.

Dentre as medidas que as associações exigem do poder público para proteger os cães, além de fornecer abrigos, estão a esterilização dos animais de rua, monitoração via microchip – como ocorreu em Belpasso, outra província siciliana que durante anos conviveu com o mesmo contratempo -, ações educativas em escolas e criação de um número gratuito para denúncias de maus-tratos e abandono.

Fonte: Boa Informação (com informações do Corriere della Sera)

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.