Cerca de 70 gatos são encontrados mortos em Feira de Santana (BA) e moradores suspeitam de envenenamento

Cerca de 70 gatos são encontrados mortos em Feira de Santana (BA) e moradores suspeitam de envenenamento
Cerca de 70 gatos são encontrados mortos em bairro de Feira de Santana; moradores suspeitam de envenenamento — Foto: Reprodução/TV Subaé

Cerca de 70 gatos foram encontrados mortos no primeiro trimestre deste ano no bairro do Sim, em Feira de Santana, cidade que fica a cerca de 100 km de Salvador. Os moradores do local suspeitam que os animais tenham sido envenenados.

Vídeo: Cerca de 70 gatos são encontrados mortos no bairro Sim neste ano.

Uma moradora, que não quis ser identificada, disse que encontrou quatro gatos mortos com sinais de intoxicação e denunciou a situação aos órgãos de defesa da causa animal.

“O que a gente puder fazer para ajudá-los, como a Associação mesmo está querendo castrá-los, que é uma boa ideia castrar e colocar para adoção. É a melhor solução, do que deixar eles vulneráveis, entregues a própria sorte”, disse a moradora.

No entanto, esta mulher não foi a única a fazer o relato. Outros moradores do bairro Sim, que não quiseram ceder entrevista, também disseram que encontraram gatos de rua mortos com sinais de envenenamento. De acordo com os relatos, os corpos dos animais foram encontrados em telhados, terrenos baldios e no meio da rua.

“Todos [foram encontrados] com os mesmos aspectos: o pelo todo retorcido, todo tortinho, encolhidinho, com sinal de envenenamento, com a língua do lado de fora e as pupilas bem dilatadas”, comentou a moradora. 

Para proteger os animais, a Associação de Moradores do bairro Sim começou a catalogar os gatos para castrar e depois colocar para adoção. De acordo com a associação, cerca de 20 gatos já foram catalogados.

“A gente está buscando catalogar todos esses animais, separar por macho e fêmea, então levantar um dinheiro juntamente com os moradores do bairro para fazer a castração, encontrar um lar temporário e depois levá-los a um lar definitivo”, explicou Késia Fernandes, que faz parte da Comissão de Proteção aos Animais da Associação de Moradores.

Segundo o presidente da Associação de Moradores, Douglas Cara, já foram feitas muitas queixas de moradores que se incomodam com a presença dos gatos na rua “por causa do barulho e da bagunça”. Douglas, no entanto, não detalhou o número queixas que a associação recebeu.

“A gente vê animais de situação de rua aumentando o número. Têm moradores que abraçaram a causa e alimentam esses animais abandonados. Mas está gerando alguns problemas, porque esses animais estão se reproduzindo muito, então eles entram em casa de vizinhos que não querem animais em casa, que não podem, porque são alérgicos ou têm crianças alérgicas. Então a gente está vendo aumentar as discussões por causa disso”, relatou.

O caso já foi denunciado na Comissão de Defesa Animal da OAB de Feira de Santana. A vice-presidente da entidade, Ticiana Sampaio, informou que maltratar animais é crime previsto em lei. A pena é de dois a cinco anos de prisão, no entanto, se o animal morrer a pena pode aumentar.

Fonte: G1

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.