Cerca de 750 quilos de marfim ilegal apreendidos na Espanha

Cerca de 750 quilos de marfim ilegal apreendidos na Espanha

Tradução de Flavia Luchetti

A Guarda Civil espanhola apreendeu 74 presas de elefante africano ameaçado de extinção na casa de uma pessoa em Madri que pretendia regularizar de forma fraudulenta vendendo por uns 200.000 € (equivalente a aproximadamente US$ 223 mil ou R$ 808 mil).

A quantia. Com um peso total de 744 quilos, trata-se de presas de elefante “loxodonta africana”, espécie ameaçada de extinção, de modo que está proibido o comercio de suas partes e derivados, salvo exceções, informou a Guarda Civil.

A investigação. A pessoa investigada, da qual não foram dados detalhes, é acusada de praticar crime de contrabando, falsificação de documentos  relativos a proteção da flora e fauna, e pretendia legalizar as presas respaldando-se em uma licença de caça falsificada em Moçambique, com data de 1970.

Espanha marfim ilegal

A mercadoria. As investigações começaram no passado mês de março quando as forças de segurança espanholas foram alertadas de uma possível fraude no tramite de um requerimento para a regularização de um grande lote de presas de marfim, procedentes aparentemente de uma herança.

Não ao marfim. Os 179 países que integram a Convenção sobre a Conservação e o Comércio (CITES) concordarão em regular o comércio internacional de determinadas espécies de plantas e de animais ameaçados de extinção, bem como de um grande número de outras espécies que poderiam estar se o seu comércio não for regulamentado.

Espanha marfim ilegal2

Fonte: RPP

Mais notícias

{module [427]}

{module [425]}

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.