Cervo com flecha atravessada no crânio visita cidade todo Natal

Cervo com flecha atravessada no crânio visita cidade todo Natal
Veterinários acreditam que flecha cairá 'em alguns meses' Reprodução/Fac

Já é quase uma tradição na cidade de Kenora, no Canadá: desde 2017 habitantes locais recebem a visita de Cenoura, o Cervo Mágico, um animal com uma flecha atravessada na cabeça.

A imagem do simpático animal causa emoções conflitantes em quem vê: por um lado ele parece muito amigável, por outro a flecha no crânio parece algo muito doloroso.

Lee-Anne Carver e seu marido afirmam que em 2017 o animal ficou órfão e acabou criado por um outro cervo chamado de Batata — aparentemente, na região, todos os cervos têm nome. Desde então, ele sempre volta à cidade.

Em 2019 ele fez a visita assim: com uma flecha na cabeça. Apesar dele parecer não se incomodar mais com o artefato que atravessa o topo do crânio e sai pelo lado direito, o casal se disse perturbado pela imagem. Na época, após um exame rápido, eles constataram que não havia sangue ou sinal de infecção na região.

O casal Carver descreve o animal no Facebook como “gentil e amigável” e disse que jamais o viu fazer qualquer mal a alguém. 

undefined. Reprodução/Facebook/Carrot the Magic Deer and the Orange Heart Club

Autoridades locais consultadas por Lee-Anne Carver, uma fotógrafa da vida selvagem, afirmam que Cenoura não será sacrificado. Veterinários disseram também que retirar a flecha é “perigoso e possivelmente muito doloroso”.

Na quarta-feira (16), Lee e alguns habitantes locais finalmente conseguiram ajudar cenoura: após sedá-lo, conseguiram cortar as extremidades da flecha. Agora, espera-se que o restante da flecha caía nos próximos meses.

Além disso, habitantes locais agora lutam contra um estatuto local, criado há quatro anos, que permite residentes flecharem cervos dentro das dependências da cidade.

Por Filipe Siqueira

Fonte: R7

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.