Cervo encalhado a milhas da costa ganha uma carona de volta para casa

Cervo encalhado a milhas da costa ganha uma carona de volta para casa

Por Stephen Messenger / Tradução de Alice Wehrle Gomide

As coisas não poderiam ter parecido mais pessimistas para este cervo rebelde – mas felizmente ele encontrou alguns rapazes bons para ajudá-lo a voltar ao seu caminho.

No inicio de junho, Rob Kurdy e seus amigos estavam pescando a 10 km de costa de Rhode Island Sound quando, para sua grande surpresa, eles viram o cervo perdido lutando para sobreviver entre as ondas. Não está claro quanto tempo o animal exausto estava no mar, mas julgando pelas suas pedaladas sem força, ele provavelmente não duraria muito mais tempo.

“Você podia vê-lo tremendo”, Kurdy disse ao jornal WTNH News 8. “Ele quase não conseguia mais ficar acima da água, meio que somente andando em círculos”.

Percebendo que o cervo iria se afogar se eles não fizessem nada, Kurdy e seus amigos foram em seu auxílio. Incapazes de erguê-lo para dentro de seu barco, ou talvez temendo que o animal pudesse se ferir se eles tentassem, eles amarraram uma corda ao redor de seus chifres e o arrastaram ao lado do barco na longa jornada de volta a terra seca.

Provavelmente essa não foi uma carona muito confortável, mas nós suspeitamos que o cervo não teria muitas reclamações considerando como tudo acabou.

EUA cervo encalhado carona2

Quando chegaram à costa, o cervo resgatado ainda não estava bem. Hipotermia estava afetando-o devido a todo o tempo passado na água gelada, então Kurdy e os outros o secaram com uma toalha e o mantiveram por perto enquanto ele se aquecia na areia. E é claro, duas horas depois, o cervo muito sortudo estava de pé novamente e andando, desta vez escolhendo um caminho não tão perto do oceano.

Estes gentis resgatistas poderiam ter olhado para o outro lado e deixado o cervo tentar resolver sua situação sozinho, mas eles escolheram ajudar – e a decisão foi unânime.

“É uma vida”, Kurdy disse ao News 8. “Eu não vou deixar ele se afogar. Ele estava no meio do nada, tremendo e congelando, então todos nós dissemos, ‘Nós simplesmente não podemos deixá-lo se afogar’. Foi a coisa certa a fazer”.

Fonte: The Dodo

Mais notícias

{module [427]}

{module [425]}

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.