No Pampas Safari, são mantidos cervos exóticos (não nativos da região)

Cervos vistos em Gravataí (RS) não são nativos, diz especialista

Em busca da origem dos cervos flagrados circulando pelas ruas de Gravataí na última segunda-feira (27), o Seguinte: ouviu um dos maiores especialistas em grandes mamíferos silvestres da região. E, a partir das imagens, o biólogo André Osório garante:

— Não são cervos do pantanal.

Esta é a única espécie deste animal nativa da região. É encontrada na região de banhados, nas nascentes do Rio Gravataí, especialmente no Refúgio de Vida Silvestre Banhado dos Pachecos, que é gerenciado pelo biólogo.

— Os animais das imagens não têm as mesmas características do cervo do pantanal e, pela localização em que foram vistos, em área urbana, jamais tivemos relatos, ainda mais em grupo. Se fossem vistos ao longo do curso do rio, até seria possível, embora pouco provável. Por outro lado, não é a primeira vez que se verifica na Região Metropolitana algum cervo de espécie exótica solto em meio à área urbana e sem que se saiba a procedência — afirma Osório.

A existência de cervos estranhos ao ambiente natural da região, inclusive, preocupam o especialista.

— Se eles estão circulando à noite, provavelmente estão se resguardando em algum local durante o dia. É uma região com certa proximidade da área protegida dos cervos do pantanal, que é ma espécie endêmica. Se os exóticos chegarem ao habitat dos nativos, pode haver uma concorrência pela área e as consequências seriam preocupantes — aponta.

Imagem captada na madrugada de segunda por câmeras de um loteamento
Imagem captada na madrugada de segunda por câmeras de um loteamento

Pampas Safari é vistoriado

No começo da tarde desta terça, uma equipe formada pela Fundação Municipal do Meio Ambiente (FMMA), a Secretaria Estadual de Agricultura e pelo Ministério Público executou a vistoria determinada pela Justiça de Gravataí na área do Pampas Safari, na RS-020. A ordem judicial determinava que fossem verificadas as condições dos animais — sob risco de abate há um ano — e que se fizesse uma nova contagem. No último levantamento feito pelos órgãos ambientais, havia mais de 360 cervos no Pampas. Um relatório da vistoria será divulgado em alguns dias. Extra-oficialmente, integrantes das equipes relatam que o rebanho está menor.

O Ministério Público não se manifestou sobre o resultado da ação, que chegou a ser barrada por um dos advogados dos proprietários do parque. A promotora Camila Barth relatou, pela assessoria de imprensa do órgão, porém, que não sabia da aparição dos cervos. Segundo informa a assessoria, a vistoria teria sido solicitada por outro motivo, não relatado pela promotora.

Fonte: Seguinte

VÍDEO: cervos são flagrados nas ruas de Gravataí, RS

Os comentários abaixo não expressam a opinião do Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.