‘Chocante’ diz ONG sobre violência em fazendas britânicas que abastecem supermercados com perus no Natal

‘Chocante’ diz ONG sobre violência em fazendas britânicas que abastecem supermercados com perus no Natal
Crédito: Viva!

“Novamente nossa equipe testemunhou as condições terríveis, e documentou os maus-tratos sistemáticos dos perus nestas fábricas, perus cujas vidas curtas e miseráveis são apenas dor, desconforto e medo, tudo pela ceia de Natal”

Uma investigação secreta conduzida pela principal campanha beneficente vegana Viva! expôs o tratamento abominável dados aos perus nas fábricas que abastecem os supermercados em todo o Reino Unido.

A investigação realizada nas três fazendas intensivas certificadas da Red Tractor, no sul da Inglaterra, revelou “cenas chocantes de sofrimento e crueldade com total desrespeito ao bem-estar animal”, confirmou a campanha.

Descobertas

Câmeras escondidas foram colocadas na fazenda Strawberry Hill Farm em Gloucestershire e mostraram aves confinadas em galpões superpovoados e sem janelas, contaram os ativistas.

Elas também apontaram para “um grande número” de perus em Strawberry Hill encontrados com asas quebradas e não tratadas e para trabalhadores que foram flagrados chutando “brutalmente” aves de apenas alguns meses de vida antes de forçá-las a entrar em caixotes prontos para ir para o abatedouro.

As outras fazendas nas quais os investigadores coletaram evidências foram Clearwell Farm, em Gloucestershire, e East Farm, em Norfolk. A East Farm é operada pela gigante de aviários britânica Gressingham, que produz mais de oito milhões de perus, patos e galinhas para os maiores supermercados do país.

A Strawberry Hill é propriedade de JM & Me Harrington, que cria aves para a Avara Food, uma das maiores indústrias alimentícias do Reino Unido, e vende para Tesco, Sainsbury’s, ASDA e Morrisons.

Perus em superpopulação em Strawberry Hill (Crédito: Viva!)

Ferimentos “chocantes”

Os ativistas encontraram uma quantidade “preocupante” de aves que sofriam com ferimentos “chocantes” nas fazendas, incluindo machucados sangrentos causados por outras aves ao bicarem suas penas.

Eles também relataram que viram animais com problemas respiratórios debilitantes e patas e pés deformados, que a Viva! diz ser um resultado potencial dos altos níveis de amônia presentes nos excrementos no chão da fazenda.

A fim de se adequarem aos padrões da Red Tractor, a saúde e o bem-estar das aves devem ser checados regularmente.  A investigação em Strawberry Hill observou um funcionário que realizava uma inspeção total pela manhã e uma outra, breve, à tardinha, o que não atende aos padrões da Red Tractor.

A Viva! Reportou suas descobertas ao serviço de proteção ao consumidor do Reino Unido, o Trading Standards.

 
 
 
 
 
Ver essa foto no Instagram
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Uma publicação compartilhada por Viva! Vegan Charity (@vivacharity)

“Simplesmente repugnante”

O chefe de investigação da Viva!, Lex Rigby, disse que: “O Reino Unido se orgulha de ter alguns dos “padrões mais elevados de bem-estar animal do mundo”, no entanto, o desprezo total pelas cinco regras básicas da Lei de Bem-estar Animal nestas fazendas é simplesmente repugnante.

“Novamente nossa equipe testemunhou condições terríveis e documentou os maus-tratos sistemáticos dos perus nas fazendas industriais, perus cujas vidas curtas e miseráveis são apenas dor, desconforto e medo, tudo pela ceia de Natal.”

“O governo e as corporações do mesmo modo falham em seu dever de cuidar, e o que nossa investigação reitera é o fato de que os organismos reguladores como o Red Tractor não são nada além de uma fachada para a realidade horrenda, brutal e cruel das fazendas industriais intensivas neste país.”

COVID-19

Lex expôs as condições na fazenda não apenas para mostrar “sofrimento animal severo”, mas também a existência de um “criadouro de doenças”, que pode levar a outro surto de enfermidades, como a COVID-19.

Ela acrescenta: ”O Natal é supostamente uma época de paz e boa vontade, e nós acreditamos que não há melhor maneira de celebrá-lo do que estender nossa compaixão a todos os seres.”

“Por esta razão, estimulamos todos os consumidores a optar por uma alternativa ao peru neste Natal e escolher o veganismo.”

Um porta-voz da Sainsbury disse ao jornal The Independent  que iria “trabalhar muito de perto” com a Red Tractor para investigar as denúncias.

Por Emily Baker / Tradução de Sônia Zainko

Fonte: Plant Based News

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.