Cenouras despejadas na Austrália para animais durante incêndios Foto: Divulgação/NSW Parks and Wildlife Service

‘Chuva de cenouras e batatas-doces’ salva animais na Austrália

Equipes de emergência estão despejando de helicóptero grande quantidade de cenouras e batatas-doces sobre as regiões da Austrália mais afetadas pelos incêndios que já mataram 27 pessoas e cerca de 1 bilhão de animais. A “chuva de vegetais” está salvando animais famintos pela destruição do seu habitat. O procedimento é semelhante ao que é adotado em crises humanitárias em outros países.

O governo de Nova Gales do Sul começou a despejar milhares de quilos de alimentos, tendo como alvo especial a população de cangurus e wallabies. Vegetais caíram em seis diferentes localidades, os vales de Capertee, Kangaroo e Wolgan e nos parques nacionais de Yengo, Jenolan, Oxley e Curracubundi.

Vegetais são levados a helicóptero assistencial na Austrália Foto: Divulgação/NSW Parks and Wildlife Service
Vegetais são levados a helicóptero assistencial na Austrália Foto: Divulgação/NSW Parks and Wildlife Service
Helicóptero abastecido com vegetais sobrevoa região da Austrália Foto: Divulgação/NSW Parks and Wildlife Service
Helicóptero abastecido com vegetais sobrevoa região da Austrália Foto: Divulgação/NSW Parks and Wildlife Service
Wallaby come cenoura na Austrália Foto: Divulgação/NSW Parks and Wildlife Service
Wallaby come cenoura na Austrália Foto: Divulgação/NSW Parks and Wildlife Service

“As provisões de alimentos são partes importantes da estratégia de promover a sobrevivência e da recuperação de espécies ameaçadas de extinção”, disse em nota Matt Kean, ministro do Meio Ambiente do país da Oceania. “Os incêndios queimaram toda a vegetação do habitat dos wallabies, deixando os animais sem alimentos, o que torna difícil a sobrevivência sem assistência”, acrescentou ele, justificando a intervenção.

Por Fernando Moreira

Fonte: Extra

Os comentários abaixo não expressam a opinião do Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.