Cidade no México proíbe corte de rabos e orelhas de cachorros para fins estéticos

Cidade no México proíbe corte de rabos e orelhas de cachorros para fins estéticos
Foto: Divulgação - Pinterest

Uma importante novidade foi anunciada na cidade de Tamaulipas, no México. Segundo informações do periódico mexicano Excelsior, uma mudança na lei de proteção animal, assegura a partir de agora a proibição de cortes de rabos e orelhas de cachorros para fins estéticos. O mesmo vale para a remoção de unhas e dentes.

A decisão foi anunciada pela Delegação Permanente do Congresso de Tamaulipas que disse o seguinte: “Estão proibidas as mutilações animais, cujo objetivo seja modificar sua aparência ou conseguir um fim não-médico. Em especial, fica proibido o corte de orelhas, cordas vocais e também a retirada de unhas e dentes”, finalizou a deputada Pilar Gómez.

Porém, vale esclarecer que as alterações na lei contemplam algumas exceções. Estas práticas podem ser mantidas desde que tenham como foco o bem-estar animal ou a finalidade de evitar reprodução.

Após ser aprovada de maneira unânime pela Delegação Permanente do Congresso de Tamaulipa, a proposta passará agora para o legislativo, junto com outras iniciativas que também foram apresentadas.

Por Leandro Luz

Fonte: Metro Jornal


Nota do Olhar Animal: O corte de caudas e orelhas para fins estéticos é proibido por lei no Brasil desde 1934. Mas o Conselho Federal de Medicina Veterinária fez vistas grossas até pouco tempo atrás, quando editou uma resolução proibindo a prática.

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.